AUTISMO E PSICANÁLISE - O LUGAR POSSÍVEL DO ANALISTA NA DIREÇÃO DO TRATAMENTO

AUTISMO E PSICANÁLISE - O LUGAR POSSÍVEL DO ANALISTA NA DIREÇÃO DO TRATAMENTO

Código: 9788536223575 (CO)

Categorias: Autismo / Psicopatologia

Marca: Juruá


Autor: Flávia Chiapetta de Azevedo

Editora: Juruá

Ano: 2011

Número de páginas: 166

Categoria principal: Psicopatologia



item indisponível0 unidades em estoque.
  Avise-me quando disponível

Não disponível

Compre com segurança

Compartilhe

O que pode um analista diante do autismo? É com essa questão que a psicanalista Flávia Chiapetta de Azevedo inicia seu livro que se traduz numa efetiva contribuição à teoria e à clínica do autismo.
Partindo dos enigmas que a clínica com autistas provoca, a autora empreende um estudo que consiste em abordar o autismo no campo da psiquiatria até as diferentes vertentes psicanalíticas. Sustentando que a teoria de Jacques Lacan permite uma compreensão mais rigorosa acerca do autismo, a autora recorre aos subsídios lacanianos para uma reflexão detalhada sobre o estatuto do sujeito no autismo. É importante observar que as questões teóricas levantadas neste livro não são meras especulações, mas sustentam a possibilidade de um trabalho clínico com crianças autistas, trazendo uma imensa contribuição àqueles que lidam com essas crianças.
Nas páginas que se seguem o leitor terá a oportunidade de encontrar uma pesquisa que, levando em conta todas as dificuldades encontradas na clínica do autismo, mantém um rigor de um campo específico que é o da psicanálise: operar no campo da palavra e da linguagem seja em que caso for, lembrando que o que dá a efetividade a um percurso de análise é, como sustentam tanto Freud como Lacan, o desejo do analista.

Introdução ............................................................................................ 23


1 Breve histórico: sobre o autismo no campo da psiquiatria e da psicanálise ................................. 27

1.1 O autismo no campo da psiquiatria ............................................. 27

1.2 O ponto de vista de desenvolvimento sobre o autismo ............... 33

1.2.1 Margaret Mahler (1897-1985) ..................................................... 33

1.2.2 Bruno Bettelheim (1903-1990).................................................. 38

1.2.3 Frances Tustin (1913-1994)........................................................ 45

1.2.4 Algumas reflexes críticas sobre a vertente desenvolvimentista ....................................... 51

1.2.4.1 Das Ding e a impossibilidade de uma relação recíproca entre mãe e bebê ........................... 51

1.2.4.2 Eu, sujeito e consciência....................................................... 53


2 Reflexões sobre a alteridade e o autismo......................................... 59

2.1 Imaginário: o outro e a formação do eu ...................................... 62

2.1.1 O pequeno outro e a alteridade ................................................. 63

2.1.2 Reflexões sobre o autismo ....................................................... 66

2.1.3 O Ideal do eu e a constituição do eu ......................................... 69

2.2 Simbólico: o grande Outro e a alteridade ................................... 72

2.2.1 O inconsciente é o discurso do Outro ....................................... 75

2.2.2 A Bejahung, em Freud e Lacan ................................................ 79

2.2.3 O Fort Da e a primeira simbolização ......................................... 82

2.2.4 Traço unário e primeira simbolização ....................................... 84

2.2.5 A metáfora paterna ................................................................... 88

2.2.6 Reflexões sobre o Outro e o estatuto do sujeito no autismo..... 92

2.3 Alteridade e o objeto a ............................................................. 107

2.3.1 A imagem espetacular e o duplo ............................................ 110

2.3.2 O estatuto do objeto a na psicose ..........................................113


3 O lugar do analista na direção do tratamento com autistas ......... 121

3.1 Tática: como é a interpretação no autismo? ........................... 122

3.1.1 O caso Roberto, de Rosine Lefort .......................................... 125

3.1.2 O caso Dick, de Melanie Klein ............................................... 128

3.1.3 L Antenne 110: Tano e Yvesl ... ........................................... 130

3.2 Estratégia: em que ponto se está com a tranferência ............ 133

3.3 Política: como agir com seu ser?..............................................139

3.3.1 L Antenne 110 ....................................................................... 143

3.3.2 Le Courtil ............................................................................... 144


4 Considerações finais .................................................................... 147


Referências ..................................................................................... 153


Índice Alfabético .............................................................................. 161



RECEBA NOSSAS OFERTAS
E LANÇAMENTOS

Forma de pagamento

Forma de pagamento