DE DARWIN A PIAGET - PARA UMA HISTÓRIA DA PSICOLOGIA DA CRIANÇA

(ref.: 9789727716975)

Autor: Dominique Ottavi
Editora: Instituto Piaget
Ano: 2001
ISBN: 9789727716975
Nº de págs: 344
Peso: 540 grs
Categoria Principal: PIAGET

  • Compartilhe:
R$ 73,80
  • Especificação
  • Descrição
O ideal contemporâneo de uma educação que respeite a criança e o seu desenvolvimento psicológico decorre de uma representação de uma valorização da infância que evidencia o desenvolvimento da reflexão pedagógica e do conhecimento da criança. Foi entre 1870 e 1914 que a teoria evolucionista filtrada por Spencer contribuiu para o nascimento de uma perspectiva verdadeiramente nova sobre a criança. A psicologia da criança é, desde logo, marcada pelos conceitos científicos e os problemas teóricos da biologia do século XIX. De Darwin a Piaget, à medida que a psicologia genética vai tomando forma, afirma-se o poder dessa nova concepção da infância de mudar, não apenas os métodos pedagógicos, ms também as finalidades da educação.
ÍNDICE

INTRODUÇÃO - A CRIANÇA, OBJECTO DA CIÊNCIA 11

I. A NOÇÃO DE DESENVOLVIMENTO
DO DESENVOLVIMENTO À EVOLUÇÃO 31
Evolucionismo e psicologia 35
Da criança, imagem do passado, à educação, desafio do futuro 37

A ALMA NÃO É SOBRENATURAL 45
Emst Haeckel, do monismo ao homem desprovido de fala 46
Monismo e lei fundamental 51
O homem desprovido de fala: rumo a um conhecimento da criança 56
O desenvolvimento segundo Herbert Spencer 58
O lugar da psicologia da criança 63
II. A CRIANÇA, ORIGEM DO HOMEM
NO PRINCÍPIO ERA O OVO DE OURO
A CRIANÇA E A ORIGEM DA LINGUAGEM: O SEU ESTUDO
CRUZADO EM HIPPOLYRE TAINE E MAX MÜLLER 71
Natureza e ciências morais 73
«Da aquisição da linguagem na criança e na espécie humana» 75
Uma filologia evolucionista 81
O desenvolvimento da linguagem 82
Max Müller, antidarwinista 84
A continuidade da matéria viva 86
Uma teoria da recapitulação 85

RUMO A «UM GRANDE DICIONÁRIO BIOGRÁFICO DA CRIANÇA» 95
A criança que fala grego 99
Linguagem natural e artificial 101
Do concreto ao abstracto 102
Da ficção à verdade 103
Um elogio de Gabriel Compayré 104

O ESTUOO DA CRIANÇA DE CHARLES DARWIN A GEORGE
JOHN ROMANES 109
Da expressão à criança 109
O desenvolvimento gradua l111
A expressão, da superfície à profundidade 113
Linguagem musical 119
A observação: a inteligência em progresso 121
George John Romanes, um herdeiro de Darwin? 126
Conhece-te a ti mesmo 127
Rumo ao pensamento conceptual 130

WILHELM PREYER E A ACTIVIDADE DA CRIANÇA 135
Empirismo e hereditariedade 136
A criança que quer crescer 138
Porquê educar? 142
A lógica da linguagem infantil 143

RUMO À EDUCAÇÃO: O CASO DE BERNARD PÉREZ 149
Síntese da obra de Bernard Pérez 151
A criança, homem preformado ou animal evoluído? Uma releitura de Bernard Pérez 153

III. A CRIANÇA, FUTURO DO HOMEM
A CRIANÇA CRIADORA 163
A criança-artista e a «ciência moderna» 164
Bernard Pérez e a arte como evolução psicológica 167
As figuras primitivas do sentimento artístico 170
O desenho 172
A arte e a vida 176
James Sully e a criança-artista 178
A criança e a reforma pedagógica 182
A «FRENTE AMERICANA» 187
A adolescência como problema e como solução 188
Granville Stanley Hall e a psicologia genética 189
A adolescência em ruptura com a infância: adolescência e pro-
gresso? 194
A conversão 195
Educar o adolescente 198
O progresso como aprendizagem na psicologia de James Mark
Baldwin 200
Adaptação individual e recapitulação 203
O desenvolvimento da criança e a imitação 205
O papel da imitação 207
A criança, herdeira e inventora 211
Génio e hereditariedade social 213
Novidade e educação 216

IV. PROGRESSO E PEDAGOGIA
A REPÚBLICA PERANTE A CIÊNCIA
HERBERT SPENCER, MAU ALUNO DA REPÚBLICA 225
A herança ambígua de Rousseau e Pestalozzi 227
A ideia de natureza, uma aclimatação problemática 228
Natureza e liberdade na educação 231
Deixar agir a natureza? 236

O MÉTODO «ACTIVO» E AS SUAS ALTERNATIVAS 237
Émile Durkheim, uma alternativa 242
A Société libre pour l étude psychologique de l enfant: de Fer-
dinand Buisson a Alfred Binet 246

V. OBSERVAI BEM OS VOSSOS ALUNOS
ÉDOUARD CLAPAREDE E A REVOLUÇÃO COPERNICIANA
DA PEDAGOGIA 261
A psicologia funcional 263
O jogo e a actividade 268
Karl Groos 268
John Fiske 270
A evolução dos interesses 272
Observar a criança 273
Jean-Jacques Rousseau: de uma filiação imaginária à justificação
da escola renovada 276

JEAN PIAGET E O PROGRESSO DO PENSAMENTO 281
Psicologia e epistemologia 287
A crítica do preformismo em psicologia e em pedagogia 291

CONCLUSÃO 299
NOTAS BIOGRÁFICAS 305
GLOSSÁRIO 317
BIBLIOGRAFIA 323
Fontes relativas à psicologia da criança 323
Fontes relativas à educação 332
Estudos sobre psicologia da criança 335
Estudos sobre educação 339

    FORMAS DE PAGAMENTO

    REDES SOCIAIS