FIGURAS DO INFANTIL - A PSICANÁLISE NA VIDA COTIDIANA COM AS CRIANÇAS

FIGURAS DO INFANTIL - A PSICANÁLISE NA VIDA COTIDIANA COM AS CRIANÇAS

Código: 9788532640390 (CO)

Categoria: Infância

Marca: Vozes


Autor: LEANDRO DE LAJONQUIÈRE
Editora: VOZES
Ano: 2010
Número de páginas: 272
Categoria principal: Infância

leia mais

item indisponível0 unidades em estoque.
  Avise-me quando disponível

Não disponível

Compre com segurança

Compartilhe

A infância não é um mal necessário, nem condição próxima ao animal, nem simples pecado, menos ainda fonte de erros - como sustenta a tradição inaugurada por Platão, recuperada por Santo Agostinho, remoçada por René Descartes. Tampouco é um precipitado de sinceridades ou de bondades naturais. Justamente, não se trata de invertermos, mais uma vez, o platonismo na trilha já aberta por Jean-Jacques Rousseau. Trata-se, sim, de pensar a infância além do registro habitual de idade natural da vida ou de humanidade pré-formada, passível de padecer representações sociais diversas, segundo a época e a geografia, ora a ser preservada, ora ultrapassada.

Apresentação - Em defesa das crianças tontas, 9
Dra. Maria Cristina Machado Kupfer
Introdução, 17
ï A psicanálise na educação/ 29
1 Não cessa de não se inscrever, 31
2 Psicanálise aplicada?, 38
3 Freud e a educação além da profilaxia, 47
4 A educação para a realidade do desejo, 52
5 A palavra educativa entre o laissez-faire e a frustração, 62
6 A vida com as crianças fora de ponto, 68
II A educação e a reprodução d;sso que nos faz humanos, 73
1 As disjuntivas e versões da pedagogia, 75
2 A subversão da psicanálise, 85
3 Fazer-se menino(a), 96
III Do que não deve ser feito ao que pode acontecer numa
educação, 229
1 A orfandade natural e seus fantasmas pedagógicos, 222
2 Uma educação cobra seu preço, 245
3 Por que os selvagens não falam?, 253
4 A mestria da palavra e uma menina cega e surda, 265
5 Sobre crianças e necessidades educativas especiais, 277
IV Sobre uma degradação geral da vida com as crianças, 293
1 Velhas crianças, novos infanticídios, 295
2 A Infância é um dos nomes de nossa estrangeirice, 202
3 Estranhas crianças estranhas, 223
4 O sonho de modernidade, a infância e a escola, 222
5 A infância e a escrita da nação, 230
6 Infância, laço social e dívida simbólica, 243
Bibliografia, 265



Forma de pagamento

Forma de pagamento