O INFANTIL NA PSICANÁLISE - O QUE ENTENDEMOS POR SINTOMA NA CRIANÇA

O INFANTIL NA PSICANÁLISE - O QUE ENTENDEMOS POR SINTOMA NA CRIANÇA

Código: 9788532636942 (CO.)

Marca: Vozes


Autor: Robert Lévy
Tradução: Sonia Führmann
Editora: Vozes
Coleção: Psicanálise e Educação
Ano: 2008
Número de páginas: 167
Categoria principal: Clínica da Infância e da Adolescência

leia mais

item indisponível0 unidades em estoque.
  Avise-me quando disponível

Não disponível

Compre com segurança

Compartilhe


A partir da elaboração, para cada criança, do desenvolvimento da constituição do recalque na construção psíquica, o autor propõe um novo modo de recorte do infans, do infantil e da infância, da pré-adolescência e da adolescência. A partir do funcionamento desses períodos, cada um deles necessita de uma definição do recalque com efeitos que levam em conta as modalidades de construção do sintoma.

Apresentação (Dr. Leandro de Lajonquière) .................................. 9


Introdução ..................................................................................... 13


I. O que é um conceito em psicanálise? ....................................... 15


II. O que é uma criança?,............................................................... 20


III. A sexualidade infantil ............................................................... 23


IV. Uma cronologia da constituicão da sexualidade infantil
através das teorias sexuais .......................................................... 26


V. O que se entende por sexualidade infantil ............................... 33


VI. Libido e pulsão: uma certa ambigüidade ................................. 42


VII. Volta ás pulsões parciais e às zonas erógenas ...................... 48


VIII. Língua materna e/ou sintoma ................................................ 51


IX. O sintoma infantil ..................................................................... 58


X. Um exemplo de constituição do sintoma infantil: o caso do
pequeno Harry ............................................................................... 82


XI. A questão do recalque no infantil ............................................. 95


XIÍ. Não sem angústia ................................................................. 141


Conclusão .................................................................................... 150


Anexo - Fetichismo no estado nascente [Alexander Lorand) ...... 152


Bibliografia ....................................................................................



Forma de pagamento

Forma de pagamento