FERENCZI: INQUIETAÇÕES CLÍNICO-POLÍTICAS

FERENCZI: INQUIETAÇÕES CLÍNICO-POLÍTICAS

Código: 9786586711097 (CO)

Marca: Zagodoni


Organizadores: Daniel Kupermann / Jô Gondar / Eugênio Canesin Dal Molin
Editora: Zagodoni
Número de páginas: 320
Ano: 2020
Categoria Principal: Teoria Psicanalítica


item indisponível0 unidades em estoque.
  Avise-me quando disponível

Não disponível

Compre com segurança

Compartilhe

Esta obra é composta por reflexões que abarcam cenários bastante abrangentes da história da psicanálise e do pensamento de Ferenczi, da correspondência de suas ideias com a de outros pensadores do seu tempo e, ainda, da sua influência sobre a psicanálise contemporânea. Além disso, uma característica de grande parte dos textos é o trânsito entre a problemática clínica e as vicissitudes dos impasses da política, com destaque para questões que dizem respeito ao cenário brasileiro.

Prefácio: Uma psicanálise para despertar (Eugênio Canesin Dal Molin, Daniel Kupermann e Jô Gondar) 9

Abertura ao I Encontro do Grupo Brasileiro de Pesquisas Sándor Ferenczi: "Soltar as línguas na psicanálise" (Daniel Kupermann) 15

Abertura ao II Encontro do Grupo Brasileiro de Pesquisas Sándor Ferenczi: "Ferenczi: a clínica nos confins" (Jô Gondar) 19

PARTE I – ENSAIOS

Ternura, paixão, linguagem e expressão

1. Ferenczi e o Witz: linguagem da ternura e narrativa na clínica psicanalítica (Daniel Kupermann) 27

2. Algumas consequências teórico-clínicas da noção de confusão de línguas (Júlio Verztman) 41

3. Ferenczi e a expressão: um convite em dez pontos (Leonardo Câmara) 51

4. Trauma desestruturante: do abuso sexual ao abuso na alienação parental (Cassandra Pereira França) 61

5. Erotismo e transferência: um diálogo possível entre Sándor Ferenczi e Georges Bataille (Denise Goldfajn) 73

As derivas da clínica: entre trauma e criação

6. Experimentação e prudência na clínica de Sándor Ferenczi (Carlos Augusto Peixoto Jr.) 87

7. Ferenczi: um pensador inconfidente e seu estranho destino (Anette Blaya) 97

8. Trauma, fragmentações, rupturas e transmissão (Felícia Knobloch) 109

9. Os desfiladeiros do trauma: repetição e fueros (Maria Manuela Assunção Moreno) 119

10. Sobre reciprocidade e mutualidade no conceito de terceiro analítico de Thomas Ogden (Marina Ribeiro) 133

Construção e destrição na vida psíquica

11. A pulsão de morte no primeiro Ferenczi: quietude, regressão e os primórdios da vida psíquica (Eugênio Dal Molin, Nelson Coelho Jr., Renata U. Cromberg)  149

12. Introjeção, incorporação e identificação com o agressor. Considerações a partir de Sándor Ferenczi (Elisa Maria de Ulhôa Cintra) 167

13. Quando o agressor é aquele que desacredita (Teresa Pinheiro) 183

14. Ferenczi, entre passividade e reciprocidade/mutualidade (Daniel Delouya) 189

15. Uma versão feminina da pulsão de morte: o "princípio feminino" de Ferenczi (Luis Jorge Martín Cabré) 197

Clínica e política

16. Ferenczi, crítico da normatividade (Jô Gondar) 205

17. Reflexões de uma psicanalista branca frente ao racismo estrutural no Brasil (Eliana Schueler Reis) 221

18. A experiência da fome e seus testemunhos na cultura: trauma, desmentido e vergonha (Karla Patrícia Holanda Martins) 233

PARTE II – LEITURAS

19. Em nome da marginalidade fundamental de Ferenczi (Bartholomeu de Aguiar Vieira) 251

20. Sensorialidades (Hélia Borges) 259

21. Os casos difíceis para a psicanálise hoje (Fernanda Pacheco-Ferreira) 267

22. Algumas palavras sobre o trauma, as línguas e suas confusões (Bruna Paola) 273

23. Desfiladeiros da fragmentação (Adriana Barbosa Pereira) 281

24. O "eu feito às pressas": duas leituras da identificação com o agressor (Renato Mezan) 285

25. Revisitando a historiografia psicanalítica - Freud e Ferenczi (Paula Peron) 293

26. Dimensões do trauma: racismo, fome e o desmentido social (Regina Herzog) 299

27. Para além do feminino: um breve comentário (Daniela Romão Dias)  307

Sobre os autores 315



RECEBA NOSSAS OFERTAS
E LANÇAMENTOS

Forma de pagamento

Forma de pagamento