EM TORNO DE O MAL-ESTAR NA CULTURA DE FREUD

EM TORNO DE O MAL-ESTAR NA CULTURA DE FREUD


Autor: JACQUES LE RIDER / MICHEL PLON E OUTROS
Editora: ESCUTA
Ano: 2002
Número de páginas: 192
Categoria principal: Freud

leia mais

R$70,94

até 2x de R$35,47 sem juros

1 unidade em estoque.

Em estoque

Compre com segurança

Compartilhe

O mal-estar de Freud sustenta que o destino do indivíduo não pode ser estudado fora do da comunidade na qual se insere, um e outro estando de forma solidária numa mesma estrutura. Estando assim ressituado, O mal-estar na cultura não é um ensaio mais sociológico da mesma forma que Totem e tabu não é um trabalho mais antropológico: esses dois textos articulam com base em um certo número de materiais clínicos e míticos, reais ou fantasmáticos, uma lógica subjetiva cujas conclusões às vezes se revelam mais tarde como divinatórias.

Os fundamentos metapsicológicos de O mal-estar na cultura 5
Henry Rey-Flaud

As duas faces da morte. Sobre o estatuto da agressividade e da pulsão de morte em O mal-estar na civilização 69
Gérard Raulet

Cultivar o mal-estar ou civilizar a cultura?
Jacques Lê Rider 97

Da política em O mal-estar ao mal-estar da política
Michel Plon 145



RECEBA NOSSAS OFERTAS
E LANÇAMENTOS

Forma de pagamento

Forma de pagamento