JUVENTUDE E CULTURA DIGITAL - DIÁLOGOS INTERDISCIPLINARES

(ref.: 9788588009646 (CO))

Autor: NADIA L. DE LIMA, MARCIA STENGEL, MARCIO R. NOBRE, VANINA C. DIAS
Editora: Artesã
Ano: 2017
Número de páginas: 244
Categoria Principal: Adolescência

  • Compartilhe:
R$ 59,00 R$ 56,64
Coloque o cep:
  • Descrição
  • Especificação
Sumário

Apresentação 7

1 Adolescência e comunicação 15
David Le Breton

2 Crescendo entre culturas digitais nas últimas décadas 33
Cristina Ponte

3 Os jovens no mundo nanduti guazú: culturas digitais e conectividades culturais 47
José Machado Pais

4 Internet e subjetividade contemporânea: entre o fascínio e o horror 57
Marina Bialer & Rinaldo Voltolini

5 Adolescentes e redes sociais virtuais 79
Mario Elkin Ramírez

6 Her: um encontro em tempos de amores líquidos 95
Fabiana Cristina Teixeira, Sheila Augusta Ferreira
Fernandes Salomé & Jacqueline de Oliveira Moreira

7 Entendendo a vida adolescente: estratégias para coleta de dados etnográficos em uma era conectada 107
Danah Boyd

8 Laços fortes ou fracos? Os adolescentes e os laços nas redes sociais 135
Márcia Stengel & Evandro Ornelas Mineiro

9 Adolescência e saber no contexto das tecnologias digitais: há transmissão possível? 151
Daniela Teixeira Outra Viola, Helena Greco Lisita, Juliana Tassara Berni, Luiz
Henrique de Carvalho Teixeira, Márcia Rimet Nobre, Nádia Laguárdia de Lima
& Natália Fernandes Kelles

10 A cibercultura e as transformações em nossas maneiras de ser, pensar e agir 169
Marco Antônio Sousa Alves


11 Blogs: apoderando-se da palavra 181
Patrícia Shalana Albertuni & Márcia Stengel


12 Tic Kids Online: radiografando riscos e oportunidades no uso da internet por jovens brasileiros 197
Vanina Costa Dias

13 Adolescentes e blogs de moda: submissão ao mercado de consumo ou espaço de criação? 213
Fabiana Cerqueira & Nádia Laguárdia de Lima

14 No mundo do Pokémon Go: os jogos ensinam melhor que as escolas?
Regina Helena Alves da Silva & Victor do Nascimento Silva 223

Sobre os autores 235
As tecnologias digitais alcançaram uma potência inusitada, incidindo sobre a organização social de forma incomum na história da humanidade. A velocidade tecnológica, a simultaneidade e a forte presença de imagens produzem efeitos sobre as subjetividades, por exemplo, sobre a percepção do próprio corpo, de si mesmo e do outro. O ideal da transparência tem alterado as concepções de público e privado, obscurecendo os seus limites. A lógica das redes tem levado à diluição do espaço e do tempo, abrandando as rígidas fronteiras que até então delimitavam o real e o irreal, reformulando inclusive a concepção de realidade. A desenfreada competição de mercado e o declínio social das instituições compõem a economia global, corroborando para o cenário socioeconômico de incertezas e de extrema flexibilidade. As redes comerciais promovem a expansão do mercado no ciberespaço, alcançando os lares, até então considerados territórios protegidos da intimidade. Um mundo cada vez mais interconectado convive com um individualismo crescente e com desigualdades cada vez mais agudas. Entretanto, quando as tradições desaparecem, os espaços sociais são desalojados e os sentidos multiplicam-se infinitamente, surgem novas formas de pertencimento social, de identificação e de invenção.
1

    FORMAS DE PAGAMENTO

    REDES SOCIAIS