LIMITE E ESPAÇO - UMA INTRODUÇÃO À OBRA DE D.W. WINNICOTT

LIMITE E ESPAÇO - UMA INTRODUÇÃO À OBRA DE D.W. WINNICOTT

Código: 9788531205620

Marca: Imago


Autor: Madeleine Davis / David Wallbridge

Tradução: Eva Nick

Editora: Imago

Ano: 1982

Coleção: Série Analytica

Sob a direção de Jayme Salomão

Número de páginas: 205

Categoria principal: Winnicott



R$51,00

até 2x de R$25,50 sem juros

8 unidades em estoque.

Em estoque

Compre com segurança

Compartilhe

Donald Winnicott tem sido acusado às vezes de ser de difícil compreensão. Não há dúvida de que a sua teoria do desenvolvimento é complexa, também não há dúvida que algumas coisas que ele diz são ofuscantemente simples. Num livro recente de psiquiatria infantil formulou-se a opinião de que a exposição da teoria do desenvolvimento de Winnicott se caracterizava por “uma evocação poética do desenvolvimento do desenvolvimento infantil e da experiência maternal numa linguagem individual difícil de ser vinculada a outras abordagens. “

Isto talvez atinja o âmago do assunto e há duas razões que podem explicá-lo. A primeira é que Winnicott levou a teoria do desenvolvimento emocional até os primórdios da infância, até mesmo antes do nascimento, e uma parte de sua obra foi, portanto, dedicada à exploração verbal daquilo que é pré-verbal na história do indivíduo. A invenção de um vocabulário puramente técnico teria sido inútil aqui porque não teria nenhum significado, e desta forma ele se viu impelido a pedir emprestado o “poético” para ajudá-lo em um trabalho que ele certamente considerou científico.

A segunda razão, e aliada à anterior, é que ele sentiu que, em qualquer caso, “um escritor que descreve a natureza humana deveria ser constantemente atraído pelo inglês simples, afastando-se do jargão psicológico”. Acreditando que é possível falar a respeito da natureza sem a influência de sua própria experiência de vida e a do seu leitor (ou audiência, ou estudante, ou paciente), ele procurou, de forma ativa, recrutar tal experiência para conduzir ao entendimento de que ele estava tentando comunicar. A frase “mãe dedicada comum”, por exemplo, tem valor exatamente porque já é colorida pela experiência do leitor, lembrada e esquecida.

Naturalmente, é a estrutura teórica que dá a seus escritos uma unidade intelectual, de modo que, compreendidas de duas maneiras ao mesmo tempo – pela conjunção de experiências e por meio desta estrutura subjacente – suas palavras possuem uma profundidade e significância dupla, e o leitor pode voltar a seus livros com prazer, ano após ano, neles encontrando a cada vez alguma abordagem de verdade e algum novo estímulo à reflexão.

O propósito do ensino que se segue é, portanto, claramente introdutório: Quando não conseguir persuadir o leitor a se familiarizar com Winnicott por meio de seus próprios escritos, teremos falhado. Tentamos juntar os principais fios de sua teoria do desenvolvimento pessoal e mostrar como ele contribuiu para uma compreensão do significado da infância da vida total dos seres humanos. Também tentamos oferecer ao leitor pelo menos uma noção da maneira de trabalhar característica de Winnicott. Utilizando citações longas de seus escritos e apresentando uma listagem de nossas fontes em um índice de referências no final do texto, esperamos ajudar o leitor a encontrar um caminho mais fácil dentro do conjunto de livros e artigos de Winnicott.

Agradecimentos ..............................7

Apresentação de Robert J. N. Tod ..............11

Prefácio ....................................13


I. Os Antecedentes ............................17

1. Qualidades pessoais ........................19

2. A Evolução da Teoria .....................25

3. O Jogo da Espátula ....................... 35


II. A Teoria do Desenvolvimento Emocional ......... 45

A. Pressupostos Básicos ......................47

1. O Conceito do Eu ......................47

2. A Realidade Interna ....................48

3. O Fato da Independência ..............49

B. Funcionamento Psíquico Precoce ............50

1. Integração e Não-Integração .............51

2. Personalização .........................55

3. As Relações Objetais Primitivas e a Experiência da Onipotência .....................57

4. Imposição e Trauma ................... 59

5. Auto-Defesa ........................... 62

6. O Falso Eu ........................... 65

7. O Intelecto e o Falso Eu ................ 66

8. A Expectativa da Perseguição ............ 69

C. A Adaptação à Realidade Compartilhada ....70

1. A Área da Ilusão ...................... 71

2. Objetos Transicionais e Fenômenos Transicionais ........................ 72

3. O Brincar ............................75

4. O Espaço Potencial .................... 77

5. O Uso de Um Objeto e as Raízes da Agressividade ...................80

6. Moralidade Inata e a Capacidade para a Preocupação e a Reparação ............ 87

7. A Tendência Anti-Social ................ 92

8. Adolescência .......................... 95

D. As Provisões Ambientais ....................100

1. A Função da Mãe e a Biologia .......... 101

2. O Acúmulo de Experiência na Mãe e nos Pais......105

3. Preocupação Materna Primária ...........108

4. O Suporte ...........................113

5. O Lidar ..............................116

6. Apresentação do Objeto .................119

7. Desadaptação e Fracasso ................127

8. Relação Egôica e Comunicação ..........130

9. A Mãe Devotada Comum ............... 140

10. Dependência e Dominação ..............145

11. O Pai ................................148

12. A Família ............................150


III. Limite e Espaço ...........................157

1. Conteúdo e Forma ....................159

2. Segurança e Risco .....................162

3. O Indivíduo e A Democracia ............. 165

4. O Limite Rompido .....................168

5. O Limite Opressivo ....................172

6. Espaço Sem Limite .....................182

7. Tempo e Continuidade ..................193


Epílogo ................................. 197

Referências ..........................199

 



RECEBA NOSSAS OFERTAS
E LANÇAMENTOS

Forma de pagamento

Forma de pagamento