PSICOSSOMÁTICA E A PSICOLOGIA DA DOR

PSICOSSOMÁTICA E A PSICOLOGIA DA DOR

Código: 9788522111565

Categoria: Psicossomática


Organizador: Valdemar Augusto Angerami

Editora: Cengage Learning

Ano: 2012 / 2ª edição

Número de páginas: 358

Categoria Principal: Psicossomática


R$93,90

até 2x de R$46,95 sem juros

1 unidade em estoque.

Em estoque

Compre com segurança

Compartilhe

O diagnóstico de uma doença traz consigo a mudança da condição de sadio para a condição de doente. Em tal situação, o paciente passa a lidar com o risco eminente de adoecer, sofrer e morrer. Isso faz com que ele viva constantemente ameaçado por essa situação, que representa um ataque não somente ao seu corpo, mas também ao seu psiquismo. Na medicina, o objetivo da dor é informar ao médico acerca da localização e da natureza do problema orgânico, a fim de lhe dar condições de tomar as medidas corretivas necessárias. Na psicologia, é por meio da palavra e da expressão que se tem acesso à dor do paciente. A 2ª edição de Psicossomática e a Psicologia da Dor pretende auxiliar os profissionais de saúde a compreender um pouco mais os problemas que podem ser apresentados pelos pacientes que sofrem de dor crônica e suas sequelas emocionais. Com sete novos artigos, o livro aborda temas coerentes com a realidade da dor, como as dores da mulher, a dor da perda da saúde e o ato de cuidar de um filho com câncer.

APRESENTAÇÃO ? Valdemar Augusto Angerami........................................XV

 

CAPÍTULO 1 ? SOBRE A DOR

Valdemar Augusto Angerami......................................................................................1

 

  • Introdução....................................................1
  • Em Busca de Conceitos..........................................................15

 

  • ...........................................................15
  • Dor Aguda......................................................16
  • Dor Crônica.............................................................17
  • Dor Recorrente...........................................................18
  • Dor ? Cuidados Paliativos..........................................................19
  • Dor Total....................................................................21

 

  • A Subjetivação da Dor.........................................................................22
    • Dor de Ver o Tempo Passar.....................................................................23
    • Dor Lancinante.........................................................................26
    • Dor e Êxtase.......................................................................33
    • Dor e Sociedade.............................................................................37
    • Dor da Alma.................................................................41
    • Dor do Cuida-Dor................................................46

 

  • Considerações Complementares ..........................................................55

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ...................................................................59

 

CAPÍTULO 2 ? O ENTERLACE DA ADOLESCÊNCIA À (CON) VIVÊNCIA DO CÂNCER: SONORIZAÇÕES DA DOR................................................................61

Karla Cristina Gaspar e Isabella Drummond Oliveira Laterza

 

2.1 Palavras Iniciais...................................................................61

2.2 Adolescência................................................................67

2.3 Dados Epidemiológicos do Câncer na Adolescência...............................................70

2.4 Os Direitos Garantidos aos Adolescentes com Câncer...................................73

2.5 O Impacto Emocional do Câncer na Adolescência...............................................74

       2.5.1 Tratamento Quimioterápico na Adolescência...................................78

       2.5.2 A Vida do Adolescente com Câncer....................................................79

2.6 Acompanhamento Psicólogico......................................................80

2.7 Adolescente em Processo de Luto: a Vivência da Morte na Vida.........................................82

2.8 Adolescente de Estudos de Casos Clínicos.............................................83

      2.8.1 Desenho e Local..................................................................83

      2.8.2 Sujeitos....................................................................83

      2.8.3 Instrumentos.............................................................84

      2.8.4 Procedimento..........................................................................84

      2.8.5 Análise de Dados...........................................................85

      2.8.6 Estudo de Caso Clínico: Henrique.................................................86

          2.8.6.1 O impacto de uma Recidiva............................................87

          2.8.6.2 A Ressignificação da Vida......................................................88

          2.8.6.3 A Luta pela Vida até a Morte Chegar..................................................90

          2.8.6.4 O Impacto Emocional na Equipe Multiprofissional..........................................94

2.8.7 Estudo de Caso Clínico: Matheus........................................94

   2.8.7.1 Comunicação Não Verbal.....................................................................95

   2.8.7.2 Da Negação ao Processo de Aceitação e Adaptação à Nova Realidade................................96

   2.8.7.3 O Adoecimento como Estagnação da Vida e como Interrupção dos Projetos..............................98

   2.8.7.4 A Possibilidade de Andar com a Prótese e a Finalização do Tratamento: uma Nova Esperança.............................................................................100

2.8.8 Estudo de Caso Clínico: Fernando....................................................101

   2.8. 8.1 Da Conquista da Independência e Regressão da Dependência...................................102

   2.8.8.2 O Sofrimento do Adoecimento e a Mudança de Estado......................................104

   2.8.8.3 A Esperanças de Cura e o Medo da Morte.........................................................105

 

2.8.9 Estudo de Caso Clínico: Eduarda...........................................................107

   2.8.9.1 O Impacto do Diagnóstico e o Tratamento........................................................107

   2.8.9.2 As Relações Sociais após um Diagnóstico..............................................109

   2.8.9.3 A Reorganização da Vida apesar de um Câncer......................................110

   2.8.9.4 A Música nas Intervenções Psicológicas..............................................111

2.8.10 Estudos de Caso Clínico: Mariana.............................................................113

   2.8.11 O Impacto pela Perda da Mãe...........................................................113

    2.8.12 O Processo de elaboração do Luto........................................................115

    2.8.13 O Processo de Superação da Perda....................................................116

2.9 Comentários Gerais Sobre os Atendimentos.............................................118

2.10 Considerações Complementares............................................................123

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS......................................................................124

 

CAPÍTULO 3 ? ABORDAGEM PSICOSSOMÁTICA DA MULHER DOLORIDA: A INTERFACE ENTRE OBJETIVIDADE E SUBJETIVIDADE DAS DORES DE SER MULHER.......................................129

José Carlos Riechelmann

 

3.1 Visão Psicomática de Dor..............................................................................129

3.2 Componentes da Experiência Dolorosa......................................................133

    3.2.1 Componente Lesão Tecidual Real ou Potencial.................................................133

    3.2.2 Componente da Constituição da Pessoa........................................................134

    3.2.3 Componente Ambiente Físico..................................................................136

    3.2.4 Componente Ambiental Cultural............................................................137

    3.2.5 Componente Estado Emocional/Afetivo..........................................................139

    3.2.6 Componente Significado Simbólico: A Dor como Linguagem.................................141

3.3 Conduta Psicossomática do Ginecologista Perante a Mulher Dolorida..............................144

   3.3.1 Diagnóstico: A Com preensão Psicossomática da Mulher e suas Dores.......................145

   3.3.2 Tratamento: A Ação de Intervir Psicossomaticamente..............................................147

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS..................................................................................150

Psicossomática e Psicologia da Dor

 

A PRIMEIRA SUINÃ FLORIDA DESSE INVERNO....................................................153

Valdemar Augusto Angerami

 

CAPÍTULO 4 ? A DOR DA PERDA DA SAÚDE........................................................157

Marilda de Oliveira Coelho

 

4.1 Introdução.............................................................................157

4.2 Psicossomática e Psicanálise.........................................................160

4.3 Psicossomática na Infância...........................................................166

4.4 Luto e Psicossomática...............................................................168

4.5 Luto e Desenvolvimento Humano...................................................169

4.6 Luto na Infância e Adolescência.............................................................170

4.7 Luto na Adolescência.............................................................................171

4.8 Luto na Idade Adulta...............................................................................171

4.9 A Perda da Própria Vida.............................................................................173

4.10 A "Morte" da Condição de "Sadio".........................................................173

4.11 Reação Emocional à Enfermidade Clínica Aguda................................196

4.12 A Perda da Saúde e a Vida Familiar........................................................203

4.13 Considerações Finais..........................................................................209

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS................................................................211

 

CAPÍTULO 5 ? DOR PSÍQUICA: SIGNIFICADOS DO CUIDAR DE UM FILHO COM CÂNCER........................................................................................213

Elizaneth Ranier Martisn do Valle

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS............................................................222

 

CAPÍTULO 6 ? O FENÔMENO DA FÉ.

A CONSTRUÇÃO DA SUBJETIVIDADE...............................................................223

Valdemar Augusto Angerami

 

6.1 Introdução......................................................................................223

6.2 Em Busca de Conceitos...............................................................224

   6.2.1 Fé Perceptiva.................................................................................224

   6.2.2 Fé Dogmática................................................................................236

6.3 Reconceituando Subjetividade................................................................241

6.4 Considerações Complementares.................................................................224

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS............................................................................245

 

O ESPLENDOR DA DEIFICAÇÃO: A MULHER MORENA...........................................247

Valdemar Augusto Angerami

 

CAPÍTULO 7 ? COM AS CORDAS PARTIDAS (UM EXCERTO SOBRE A PSICOTERAPIA JUNTO A PACIENTES LARINGECTOMIZADOS) ..........................................................................251

Arlinda Moreno

 

7.1 Introdução.............................................................................................251

7.2 Parte I: Do Conhecimento...........................................................................252

   7.2.1 O David de Michelangelo........................................................................252

   7.2.2 Sob o Símbolo do Caranguejo...............................................................254

   7.2.3 Um Homem Também Chora..................................................................256

   7.2.4 Sangue e Pudins...................................................................................258

   7.2.5 Amor Eterno (Soneto CXVI) ...................................................................260

   7.2.6 Fruta Boa....................................................................................265

   7.2.7 Espelho das Águas..........................................................................265

7.3 Parte II: Da Sabedoria..........................................................................267

   7.3.1 Olho do Furacão...........................................................................267

   7.3.2 Divina Comédia Humana...............................................................269

   7.3.3 Não Sonho Mais................................................................................271

   7.3.4 Como uma Estrela.....................................................................275

   7.3.5 Encontros e Despedidas...............................................................275

7.4 Considerações Finais..................................................................287

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS...........................................290

REFERÊNCIAS MUSICAIS....................................................................291

 

O FASCÍNIO DE UMA CONFERÊNCIA.................................................................293

Valdemar Augusto Angerami

 

CAPÍTULO 8 ? DOR CRÔNICA: ASPECTOS BIÓLOGICOS, PSICOLÓGICOS E SOCIAIS........................................................................297

Gildo Angelotti

 

8.1 Introdução...................................................................................298

8.2 Aspectos Cognitivo-Comportamentais....................................................301

8.3 Dor e Ansiedade..................................................................................304

8.4 Dor e Depressão...........................................................................306

8.5 Dor e Estresse..........................................................................308

8.6 Conclusão......................................................................................310

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS...............................................................311

Psicossomática e a Psicologia da Dor

 

CAPÍTULO 9 ? ASPECTOS PSICOLÓGICOS EM PACIENTES COM DOR CRÔNICA................................................................................................317

Roseli Lopes da Rocha

 

9.1 Introdução..........................................................................................317

9.2 Fisiologia da Dor......................................................................................318

   9.2.1 Conceito..........................................................................................318

   9.2.2 Classificação das Dores........................................................................319

   9.2.3 Dores Crônicas.........................................................................................321

   9.2.4 A Emoção e a Dor......................................................................................323

   9.2.5 Tratamento.........................................................................................327

9.3 Relato de Casos...................................................................................328

9.4 Considerações Finais...................................................................................333

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS................................................................................334

 

CAPÍTULO 10 ? A EXPRESSÃO DA DOR NA ARTE......................................................335

Evandro Linhares Angerami

 

10.1 Introdução............................................................................................335

10.2 Dois Diferentes (E Breves) Conceitos de Dor............................................337

10.3 Um Dia Doído na Vida de Alguém................................................................338

10.4 Almeida Júnior (1850-1899) ...........................................................341

10.5 Um Pouco Sobre Arte, e Pintura Também................................................343

10.6 Antonio Parreiras (1860-1937) .................................................................344

10.7 Testemunho Sobre o Olhar de um Pintor de Paisagem (ou Seria um Testemunho do Próprio Olhar?) ...................................................................................................346

10.8 Goya........................................................................................347

10.9 Sobre Paisagens Internas e Paisagens Externas....................................................348

10.10 Picasso e Guernica.........................................................................................349

10.11 Imagem que Evoca Sensações....................................................................350

10.12 Aleijadinho............................................................................................353

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS..........................................................................355

 

DE UM IPÊ VERDE... E SUA MAGIA..................................................................357

Valdemar Augusto Angerami



RECEBA NOSSAS OFERTAS
E LANÇAMENTOS

Forma de pagamento

Forma de pagamento