COMO UM ANALISTA PENSA - ENSAIOS SOBRE ACESSOS, AUTORIZAÇÃO E PERTENCIMENTO EM PSICANÁLISE

COMO UM ANALISTA PENSA - ENSAIOS SOBRE ACESSOS, AUTORIZAÇÃO E PERTENCIMENTO EM PSICANÁLISE


Autor: Wilson Franco
Editora: Blucher
Ano: 2023
Número de páginas: 246
Categoria Principal: Teoria Psicanalítica


R$86,00

até 2x de R$43,00 sem juros

1 unidade em estoque.

Em estoque

Compre com segurança

Compartilhe

"Construir uma psicanálise pertinente a seu tempo e meio" - este é o desafio de Wilson Franco. A relevância deste propósito, em si, já seria suficiente para que o livro fosse recomendável. Contudo, a originalidade e o rigor do autor e a resoluta aposta nas possibilidades de expansão da psicanálise tornam este livro tão importante no contexto psicanalítico brasileiro. 

O autor faz do pensamento do analista objeto de reflexão: o que permite compreender como este pensar se constrói e opera? Quais elementos podem ser reconhecidos como seus determinantes: sua filiação teórica? Sua classe social? Sua racialidade? A valoração que a psicanálise tem na sociedade brasileira? Sua herança eurocêntrica?

Caminhando sem recuar por este espinhoso terreno, o autor se situa em oposição à velha presunção de neutralidade do analista, em crítica à pretensa condição de extraterritorialidade da psicanálise e às suas consequências teóricas e em defesa de uma psicanálise rigorosa e pertinente.

Maíra Godói

Introdução: os lugares da práxis clínica na cultura e na sociedade

Parte 1 - Autorização em psicanálise: uma visão de conjunto sobre o lugar de pensamento habitado pelo psicanalista ao exercer sua práxis

1. Autorização em psicanálise: elementos intervenientes

2. Autorização em psicanálise: uma proposta de sistematização do processo em sua dimensão singular

3. Os autores canônicos e seu lugar nos jogos de autorização

4. A trajetória pessoal do analista e seu impacto no trabalho clínico: um mapeamento preliminar

 

Parte 2 - Sobre a constituição do espaço mental habitado pelo psicanalista

5. Da confiabilidade da psicanálise do ponto de vista do candidato a psicanalista ou psicanalista iniciante

6. O psicanalista, sua solidão e companhias fantasmáticas

7. O paciente princeps e a formação do analista

8. Marvels: o analista em formação e sua relação com os superpsicanalistas

 

Parte 3 - Por uma psicanálise pertinente à situação brasileira (questões ligadas à psicanálise enquanto comunidade e movimento)

9. Um enorme passado pela frente: nosso Brasil e a psicanálise

10. Presença e efeitos da branquitude na práxis clínica de um homem branco: um depoimento

11. Se o inconsciente tem cor: um estudo exploratório

12. Considerações preliminares para um campo psicanalítico desvencilhado do eurocentrismo e do elitismo

13. Considerações finais

Referências

Sobre o autor



RECEBA NOSSAS OFERTAS
E LANÇAMENTOS

Forma de pagamento

Forma de pagamento