A PSICANÁLISE NO BRASIL - AS ORIGENS DO PENSAMENTO PSICANALÍTICO

A PSICANÁLISE NO BRASIL - AS ORIGENS DO PENSAMENTO PSICANALÍTICO

Código: 9788532609199 (S)

Marca: Vozes


PÁGINAS AMARELADAS DEVIDO AO ANO EDIÇÃO



 



Autor: ELISABETH MOKREJS

Editora: VOZES

Ano: 1993

Número de páginas: 319

Categoria principal: SEBO - Teoria Psicanalítica



item indisponível0 unidades em estoque.
  Avise-me quando disponível

Não disponível

Compre com segurança

Compartilhe

A presente obra circunscreve-se à apresentação dos primeiros textos sobre psicanálise no Brasil, no período que precedeu a fundação das sociedades de psicanálise.

O que ressalta, especialmente, na divulgação das ideias psicanalíticas no Brasil, é a marca da espontaneidade e das tendências pessoais dos autores, cujos vezos interpretativos, por vezes, excedem o significado das ideias do “pai da psicanálise”. Essas publicações tiveram, inicialmente, um caráter descritivo e explicativo acompanhado de uma ênfase terapêutica e moral, conforme atestam as obras teóricas de caráter acadêmico-científico, os relatos das reuniões médicas, os compêndios pedagógicos e algumas obras literárias no Rio de Janeiro, Porto Alegre e São Paulo. Alguns trabalhos sociológicos e antropológicos sobre aspectos da realidade brasileira também trataram de questões etnológicas fundamentadas em conceitos psicanalíticos.

O período de “psicanálise silvestre” no Brasil, anterior à história oficial da psicanálise que se inicia somente a partir da fundação das “sociedades”, se verificou, com notoriedade, em cinco Estados: Pernambuco, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e Rio Grande do Sul. Rio de Janeiro e São Paulo atuaram na vanguarda do estudo e da prática psiquiátricos. Os temas freudianos tratados objetivaram, além da divulgação das idéias, estudar as questões educacionais, sociais e políticas que inquietavam os intelectuais brasileiros da época.

PÁGINAS AMARELADAS DEVIDO AO ANO EDIÇÃO

 

Introdução, 9


Capítulo I: Psicanálise - O ecletismo inicial na exposição das idéias, 15


Capítulo II: A aplicação terapêutica do método e a formação sistematizada em psicanálise, 34


Capítulo III: Antecedentes da psicanálise no Rio de Janeiro, 82


Capítulo IV: Júlio Pires Porto Carrero, Gastão Pereira da Silva e Neves-Manta, 155


Capítulo V: A contribuição do pensamento de Arthur Ramos, 190


Conclusão, 214


Referências bibliográficas, 221


Notas dos capítulos, 239


Anexo: Principais eventos da difusão da psicanálise no Brasil - Um estudo cronológico da bibliografia, 289



RECEBA NOSSAS OFERTAS
E LANÇAMENTOS

Forma de pagamento

Forma de pagamento