O DESEJO DA ESCRITA EM ITALO CALVINO: PARA UMA TEORIA DA LEITURA

O DESEJO DA ESCRITA EM ITALO CALVINO: PARA UMA TEORIA DA LEITURA

Código: 9788585717711 (CO)

Categorias: Lacan / Lacan


Autor: Rita de Cássia Maia e Silva Costa
Editora: Companhia de Freud
Ano: 2003
Nº págs.: 198
Categoria Principal: Lacan

leia mais

R$40,00

até 2x de R$20,00 sem juros

1 unidade em estoque.

Em estoque

Compre com segurança

Compartilhe

Este Trabalho se Orienta Por Uma Visão Geral da Crítica em Face do Fenômeno Estético e, em Particular, Pelos Conceitos Relativos à Interpretação e à Semiologia, Articulando-se ao Projeto de Desconstrução Das Premissas Básicas Que Determinam a Historia da Ciência e da Cultura. Procura-se Com Ele: a) Discutir o Problema da Significação Pertinente à Concepção de Texto Como Instância de Produção de Sentidos; b) Comentar a Natureza, a Função e a Noção de Escrita Como Prática, Como Jogo, Cuja Força Significante Inscreve-se na Historia Contemporânea Como Tentativa de Elaborar um Pensamento Forte o Bastante Para Abalar e Corroer, de Seu Próprio Interior, os Conceitos Cristalizados e Classificados Hierarquicamente Dentro de um Sistema Essencialmente Metafísico; c) Relacionar a Escrita e a Leitura Aos Processos Discursivos de Critica e Criação. Por Fim, Pretende-se Depreender do Discurso de Ítalo Calvino, em Que Critica e Criação se Fundem no Meta-romance se um Viajante Numa Noite de Inverno, a Formulação de Uma Possível Teoria da Leitura. Esse Romance, Como Jogo Textual, Mais Que Contar Uma Historia, se Ocupa do Sentido da Narrativa; Por Isso, Instrui um Saber.

Prefácio 11

Introdução 16

Capitulo 1 - Crítica e criação em Calvino: a travessia do saber de um maître a penser 19 .

Capitulo 2 - Linguagem e Discurso .43
2.1. Apontamentos para uma possível semiologia da leitura 43
2.2. O traço, o rastro, o sentido: a inscrição de um desejo e de um saber na letra 55

Capítulo 3 - Leitura e Interpretação 70
3.1. Astúcia e suspeita nas interpretações da interpretação 74
3.2. Texto e leitor: escrita como jogo e trabalho de transformação dos sentidos 92

Capítulo 4 - A travessia com o viajante: de uma leitura da escrita a uma escrita da leitura 114
Por que não se conclui 180
Referências 183
Anexos 192
Agradecimentos 195



RECEBA NOSSAS OFERTAS
E LANÇAMENTOS

Forma de pagamento

Forma de pagamento