PSICANÁLISE E INSTITUIÇÕES PARA A PRIMEIRA INFÂNCIA - A EXPERIÊNCIA DE UMA ESPAÇO DE ACOLHIMENTO

PSICANÁLISE E INSTITUIÇÕES PARA A PRIMEIRA INFÂNCIA - A EXPERIÊNCIA DE UMA ESPAÇO DE ACOLHIMENTO

Código: 9788571374386 (CO)

Categorias: Infância / Lançamentos

Marca: Escuta


Autor(a): Ana Francisca Lunardelli Jacintho
Editora: Escuta
Coleção: Infância e Psicanálise; Dirigida por Maria Cristina Machado Kupfer
Ano: 2019
Número de páginas: 196
Categoria Principal: Infância


item indisponível0 unidades em estoque.
  Avise-me quando disponível

Não disponível

Compre com segurança

Compartilhe

O presente trabalho busca contribuir para a reflexão sobre a clínica em instituições para a primeira infância. Vê-se de que modo o dispositivo do espaço de acolhimento visa proporcionar às pequenas crianças e a seus pais uma nova experiência, através de um momento marcado pelo prazer e pela satisfação nas trocas, cuja particularidade é a de ser mediado por psicanalistas com sua escuta, sua fala, seu olhar e sua presença. Oferece-lhes, enfim, a possibilidade de vivenciarem uma nova modalidade de estar junto, em um espaço aberto a todos na cidade.

PREFÁCIO, MARIA CRISTINA M. KUPFER; 11

INTRODUÇÃO; 15

 

PARTE I

O CAMPO DA PREVENÇÃO: DA CLÍNICA COM BEBÊS AO ESPAÇO DE ACOLHIMENTO PARA PEQUENAS CRIANÇAS E SEUS PAIS

  1. COMO A CLÍNICA COM BEBÊS INTERROGA A PSICANÁLISE? ; 21
    DA CRIANÇA AO INFANTIL: OBSERVAÇÃO, EDUCAÇÃO E PROFILAXIA DE NEUROSES; 21
    SINAIS OU SINTOMAS: O SOFRIMENTO PSÍQUICO DO BEBÊ E O DADO A VER DO CORPO; 24
    O TEMPO ENTRE DESENVOLVIMENTO E ESTRUTURA: A INTERVENÇÃO PODE SER PRECOCE? 27
    ESPECIFICIDADES DA CLÍNICA PSICANALÍTICA COM BEBÊS; 30
  2. PREVENÇÃO PRECOCE: DAS POLÍTICAS PÚBLICAS À CLÍNICA PSICANALÍTICA COM BEBÊS; 35
    AS ATUAIS POLÍTICAS PÚBLICAS EM SAÚDE MENTAL INFANTIL: PREVENÇÃO, PREDIÇÃO OU PRÉ-VISÃO? 35
    A PREVENÇÃO NA CLÍNICA COM BEBÊS; 40
    A PSICANÁLISE EM INSTITUIÇÕES PARA A PRIMEIRA INFÂNCIA: ENTRE PREVENÇÃO E EDUCAÇÃO; 44
  3. OS ESPAÇOS DE ACOLHIMENTO PARA PEQUENAS CRIANÇAS E SEUS PAIS; 55
    FRANÇOISE DOLTO E A MAISON VERTE; 55
    INTERVENÇÕES CLÍNICAS EM ESPAÇOS DE ACOLHIMENTO PARA PEQUENAS CRIANÇAS E SEUS PAIS: EFEITOS DA PALAVRA, EFEITOS ESTRUTURANTES? 58
    O ESPAÇO DE ACOLHIMENTO ÎLOT-BEBÉS; 65
    ALCANCES E LIMITES DAS INTERVENÇÕES CLÍNICAS EM UM ESPAÇO DE ACOLHIMENTO: UMA PREVENÇÃO POSSÍVEL?; 66

 

PARTE II

INTERVENÇÕES CLÍNICAS EM UM ESPAÇO DE ACOLHIMENTO PARA PEQUENAS CRIANÇAS E SEUS PAIS

  1. A INSTAURAÇÃO DO LAÇO ENTRE O BEBÊ E O OUTRO PRIMORDIAL; 71
    BASES DA CONSTITUIÇÃO PSÍQUICA DA CRIANÇA: DO DESAMPARO À SIMBOLIZAÇÃO PRIMORDIAL; 71
    FUNÇÃO MATERNA DE MEDIAÇÃO SIMBÓLICA; 79
    O LAÇO COM O OUTRO E O ESTABELECIMENTO DO CIRCUITO PULSIONAL; 85
    A CO-CONSTRUÇÃO DO CORPO PULSIONAL E O PAPEL ATIVO DO BEBÊ; 91
    ACOMPANHAR A INSTAURAÇÃO DO LAÇO DO BEBÊ COM O OUTRO; 94
    GASPARD OU O OLHAR COMO ENIGMA; 94
    APPOLINE E SUA MÃE: DO SILÊNCIO AO CANTO; 100
  2. DO CAMPO PULSIONAL AO NARCÍSICO; 107
    NARCISISMO MATERNO; 107
    A IMAGEM DO CORPO E O OLHAR DO OUTRO; 109
    NARCISISMO E PULSÃO NA CLÍNICA COM BEBÊS; 115
    FAVORECER O LAÇO E SUSTENTAR O REGISTRO NARCÍSICO: A RETOMADA DO PRAZER; 118
    MARIE E A FRAGILIDADE DO NARCISISMO MATERNO; 118
    LÉA E SUA MÃE: O APELO PELA AGITAÇÃO; 125
  3. INTER-VIR NO LAÇO ENTRE A CRIANÇA E SEU OUTRO MATERNO; 129
    A EMERGÊNCIA DO DESEJO NA CRIANÇA; 129
    A CRIANÇA COM OBJETO; 132
    A DUPLA OPERAÇÃO DE ALIENAÇÃO E DE SEPARAÇÃO; 136
    O INTERVALO E A HOLÓFRASE; 139
    A ABETURA DE UM ESPAÇO PARA A EMERGÊNCIA DO DESEJO; 140
    MAHINA E SEUS PAIS: O EXCESSO E SEUS DESTINOS; 140
    JAMILA: DA INIBIÇÃO À PULSÃO EM ANDAMENTO?; 145

PARTE III

EFEITOS ESTRUTURANTESNO ESPAÇO DE ACOLHIMENTO PARA PEQUENAS CRIANÇAS E SEUS PAIS: OS POSSÍVEIS DA PREVENÇÃO

  1. O ENCONTRO PULSIONAL E A FUNÇÃO DE INTERVALO DO ESPAÇO DE ACOLHIMENTO; 153
    UM CONVITE AO ENCONTRO PULSIONAL; 153
    A FUNÇÃO DE INTERVALO DO ESPAÇO DE ACOLHIMENTO PARA PEQUENAS CRIANÇAS E SEUS PAIS; 158
    DO TEMPO DE SUSPENSÃO AO TEMPO DO INTERVALO NA CONSTITUIÇÃO SUBJETIVA; 159
    O BRINCAR COMO TERCEIRO E A FUNÇÃO SIMBÓLICA DE MEDIAÇÃO: ESPAÇO DE ABERTURA E DE LIBERDADE; 161
  2. ESPECIFICIDADES DAS INTERVENÇÕES EM UM ESPAÇO DE ACOLHIMENTO E SEUS EFEITOS ESTRUTURANTES; 165
    MODALIDADES DE INTERVENÇÕES E POSIÇÃO DO PSICANALISTA; 165
    OS EFEITOS ESTRUTURANTES; 168
  3. POR UMA AMPLIAÇÃO DA NOÇÃO DE PREVENÇÃO; 173
    DA PREVENÇÃO IMPOSSÍVEL; 173
    AOS POSSÍVEIS DA PREVENÇÃO; 174

 CONSIDERAÇÕES FINAIS E PERSPECTIVAS: ELOGIO DA INCERTEZA; 177

REFERÊNCIAS; 181

ANEXO
FOTOS DO ÎLOT-BÉBÉS; 195



RECEBA NOSSAS OFERTAS
E LANÇAMENTOS

Forma de pagamento

Forma de pagamento