PSICOLOGIA SOCIAL

PSICOLOGIA SOCIAL

Código: 9788580553383

Marca: Artmed


Autor: DAVID G. MYERS
Editora: ARTMED
Ano: 2014
Número de páginas: 567
Categoria: Psicologia Social e de Grupos

leia mais

R$173,00

até 2x de R$86,50 sem juros

1 unidade em estoque.

Em estoque

Compre com segurança

Compartilhe

Como o pensamento dirige nosso comportamento? O que leva as pessoas a se agredirem ou a se ajudarem? Por que há conflitos sociais e de que forma podemos revertê-los? A psicologia social possibilita algumas respostas a essas e outras perguntas referentes ao comportamento social dos seres humanos. Ao apresentar e analisar questões sobre o comportamento social dos seres humanos, este livro permite que o estudante compreenda a si mesmo e a seu universo particular, onde vive, ama, estuda e brinca.

SUMÁRIO

CAPÍTULO 1 Introdução à Psicologia Social 27
O que é psicologia social? 28
Grandes ideias da psicologia social 28
Construímos nossa realidade social 29
Nossas intuições sociais com frequência são poderosas,
mas às vezes perigosas 29
Influências sociais moldam nosso comportamento 30
Atitudes e disposições pessoais também moldam nosso
comportamento 31
O comportamento social é biologicamente enraizado 31
Princípios da psicologia social são aplicáveis à vida cotidiana 31
Psicologia social e valores humanos 32
Quando os valores influenciam a psicologia 32
Quando os valores influenciam a psicologia sem que percebamos 33
Eu sabia o tempo todo: A psicologia social é simplesmente
senso comum? 35
Em foco: Eu sabia o tempo todo 36
Métodos de pesquisa: Como fazemos psicologia social 37
Formular e testar hipóteses 38
Pesquisa correlacional: Detecção de associações naturais 39
Pesquisa experimental: Busca de causa e efeito 42
Generalização do laboratório para a vida 45
Pós-escrito: Por que escrevi este livro 47

PARTE UM Pensamento Social 49

CAPÍTULO 2 O Self em um Mundo Social 50
Holofotes e ilusões 51
Exame da pesquisa: Sobre ficar nervoso por parecer
nervoso 51
Autoconceito: Quem sou eu? 53
No centro de nossos mundos: nosso self 53
Desenvolvimento do self social 53
Self e cultura 55
Por dentro da História: Hazel Markus e Shinobu Kitayama sobre
psicologia cultural 58
Autoconhecimento 58
Prevendo nossos sentimentos 59
Autoestima 62
Motivação da autoestima 63
O ¿lado escuro¿ da autoestima 63
Autocontrole percebido 66
Autoeficácia 66
Locus de controle 67
Desamparo aprendido versus autodeterminação 68
Por dentro da História: Daniel Gilbert sobre os benefícios dos
compromissos irrevogáveis 70
Viés de autosserviço 70
Eventos positivos e negativos 70
É possível que todos sejam melhores do que a média? 71
Em foco: Viés de autosserviço ¿ Como eu me amo? Deixe-me
contar de que modos 72
Otimismo irrealista 73
Falso consenso e singularidade 74
Viés de autosserviço 75
Reflexões sobre a autoestima e o viés de autosserviço 75
Autoapresentação 77
Autoimpedimento 78
Gerenciamento de impressões 78
Pós-escrito: Verdades gêmeas ¿ os perigos do orgulho, os
poderes do pensamento positivo 80

CAPÍTULO 3 Crenças e Julgamentos Sociais 81
Percepção de nossos mundos sociais 82
Priming 82
Percepção e interpretação de fatos 83
Perseverança de crenças 85
Construção de memórias de nós mesmos e de nossos mundos 86
Julgamento de nossos mundos sociais 88
Juízos intuitivos 88
Excesso de confiança 90
Heurísticas: Atalhos mentais 93
Pensamento contrafactual 95
Pensamento ilusório 96
Correlação ilusória 96
Humores e julgamentos 98
Explicação de nossos mundos sociais 99
Atribuição de causalidade: À pessoa ou à situação 99
Erro fundamental de atribuição 101
Expectativas de nossos mundos sociais 106
Expectativas dos professores e desempenho dos alunos 107
Em foco: Profecia autorrealizadora do mercado de valores 107
Obter dos outros o que esperamos 108
Conclusões 110
Pós-escrito: Reflexão sobre o pensamento ilusório 111

CAPÍTULO 4 Comportamento e Atitudes 113
Em que medida as atitudes predizem o comportamento? 114
Quando as atitudes predizem o comportamento 115
Por dentro da História: Mahzarin R. Banaji sobre a descoberta
da psicologia social experimental 116
Exame da pesquisa: Você não recebeu correspondência:
Atitudes preconceituosas predizem comportamento
discriminatório 118
Quando o comportamento afeta as atitudes? 119
Desempenho de papéis (role play) 120
Dizer torna-se acreditar 121
O fenômeno pé na porta 121
Em foco: Dizer torna-se acreditar 121
Atos maldosos e morais 123
Comportamento inter-racial e atitudes raciais 124
Movimentos sociais 124
Por que o comportamento afeta as atitudes? 125
Autoapresentação: Manejo de impressões 125
Autojustificação: Dissonância cognitiva 126
Por dentro da História: Leon Festinger sobre redução da
dissonância 128
Autopercepção 129
Comparação entre teorias 132
Pós-escrito: Mudar a nós mesmos por meio da ação 134

PARTE DOIS Influência Social 135

CAPÍTULO 5 Genes, Cultura e Gênero 136
Como somos influenciados pela natureza humana e pela
diversidade cultural? 137
Genes, evolução e comportamento 137
Cultura e comportamento 138
Em foco: O animal cultural 139
Exame da pesquisa: Encontros passageiros, oriente e
ocidente 142
Como se explicam semelhanças e diferenças
de gênero? 144
Independência versus conexão 145
Dominância social 147
Agressão 148
Sexualidade 148
Evolução e gênero: Fazer o que vem naturalmente? 150
Gênero e preferências de acasalamento 150
Reflexões sobre psicologia evolucionista 151
Em foco: Ciência evolucionista e religião 152
Gênero e hormônios 153
Cultura e gênero: Fazer o que a cultura diz? 154
Papéis de gênero variam com a cultura 154
Papéis de gênero variam ao longo do tempo 155
Cultura transmitida pelos pares 156
O que podemos concluir sobre genes, cultura e gênero? 157
Biologia e cultura 157
Por dentro da História: Alice Eagly sobre semelhanças e
diferenças de gênero 158
Poder da situação e pessoa 158
Pós-escrito: Devemos nos ver como produtos ou arquitetos de
nossos mundos sociais? 159

CAPÍTULO 6 Conformidade e Obediência 161
O que é conformidade? 162
Quais são os estudos clássicos de conformidade e
obediência? 163
Estudos de Sherif sobre a formação de normas 163
Exame da pesquisa: Bocejo contagioso 164
Em foco: Delírios em massa 165
Estudos de Asch sobre pressão do grupo 166
Experimentos de obediência de Milgram 167
Ética dos experimentos de Milgram 168
O que gera obediência? 168
Em foco: Personalizar as vítimas 170
Por dentro da História: Stanley Milgram sobre a
obediência 171
Reflexões sobre os estudos clássicos 172
O que prediz conformidade? 175
Tamanho do grupo 175
Unanimidade 176
Coesão 176
Status 177
Resposta pública 178
Comprometimento prévio 178
Por que se conformar? 179
Quem se conforma? 181
Personalidade 181
Cultura 182
Papéis sociais 183
Algumas vezes queremos ser diferentes? 184
Reatância 184
Afirmando a singularidade 185
Pós-escrito: Sobre ser um indivíduo dentro da
comunidade 186

CAPÍTULO 7 Persuasão 188
Que caminhos levam à persuasão? 190
Rota central 190
Rota periférica 191
Vias diferentes para propósitos diferentes 191
Quais são os elementos da persuasão? 192
Quem diz? O comunicador 192
Exame da pesquisa: Experiências com uma realidade social
virtual 195
O que se diz? O conteúdo da mensagem 196
Como se diz? O canal da comunicação 201
Para quem se diz? O público 204
Persuasão extrema: Como os cultos doutrinam? 207
Atitudes decorrem do comportamento 208
Elementos persuasivos 208
Efeitos de grupo 209
Como é possível resistir à persuasão? 211
Fortalecimento do compromisso pessoal 211
Aplicações na vida real: Programas de inoculação 212
Por dentro da História: William McGuire sobre inoculação
de atitudes 212
Implicações da inoculação de atitudes 214
Pós-escrito: Ser aberto, mas não ingênuo 214

CAPÍTULO 8 Influência do Grupo 216
O que é um grupo? 217
Facilitação social: Como somos afetados pela presença
dos outros? 217
Simples presença dos outros 218
Aglomeração: A presença de muitos outros 219
Por que ficamos excitados na presença dos outros? 220
Vadiagem social: Os indivíduos exercem menos esforço
em grupo? 221
Muitas mãos facilitam o trabalho 221
Vadiagem social na vida cotidiana 222
Desindividuação: Quando as pessoas perdem seu senso de
identidade no grupo? 224
Fazer juntos o que não faríamos sozinhos 224
Diminuição da autoconsciência 226
Polarização de grupo: Os grupos intensificam nossa
opinião? 227
Caso da ¿mudança de risco¿ 227
Grupos intensificam opiniões? 228
Explicações sobre polarização 231
Em foco: Polarização de grupo 231
Pensamento de grupo: Os grupos atrapalham ou contribuem
para boas decisões? 233
Por dentro da História: Irving Janis sobre pensamento de
grupo 234
Sintomas de pensamento de grupo 234
Crítica ao pensamento de grupo 235
Prevenção do pensamento de grupo 236
Resolução de problemas em grupo 237
Por dentro da História: Por trás de um Prêmio Nobel:
Duas mentes pensam melhor do que uma 238
A influência da minoria: Como os indivíduos influenciam
o grupo? 239
Consistência 240
Autoconfiança 240
Deserções da maioria 240
Liderança é influência da minoria? 241
Em foco: Liderança comunitária transformacional 242
Pós-escrito: Os grupos nos fazem mal? 243

PARTE TRÊS Relações Sociais 245

CAPÍTULO 9 Preconceito 246
Qual é a natureza e o poder do preconceito? 247
Definição de preconceito 247
Preconceito: sutil e explícito 248
Preconceito racial 249
Preconceito de gênero 252
Quais são as origens sociais do preconceito? 255
Desigualdades sociais: status desigual e preconceito 255
Socialização 255
Apoios institucionais 258
Quais são as origens motivacionais do preconceito? 259
Frustração e agressividade: a teoria do bode expiatório 259
Teoria da identidade social: sentir-se superior aos outros 260
Motivação para evitar o preconceito 263
Quais são as origens cognitivas do preconceito? 264
Categorização: classificar as pessoas em grupos 264
Diferenciação: percebendo pessoas que se destacam 266
Atribuição: O mundo é justo? 269
Quais são as consequências do preconceito? 272
Estereótipos autoperpetuantes 272
Impacto da discriminação: a profecia autorrealizável 273
Ameaça do estereótipo 274
Os estereótipos condicionam os julgamentos dos
indivíduos? 275
Por dentro da História: Claude Steele sobre a ameaça
do estereótipo 275
Pós-escrito: Pode-se reduzir o preconceito? 277

CAPÍTULO 10 Agressividade 279
O que é agressividade? 280
Quais são algumas das teorias da agressividade? 281
Agressividade como fenômeno biológico 281
Agressividade como resposta à frustração 284
Agressividade como comportamento social aprendido 286
Quais são algumas influências sobre a agressividade? 288
Incidentes aversivos 288
Excitação 290
Estímulos à agressividade 291
Influências da mídia: Pornografia e violência sexual 291
Influências da mídia: televisão 294
Efeitos da televisão sobre o pensamento 297
Influências da mídia: Videogames 298
Por dentro da História: Craig Anderson sobre violência nos
videogames 300
Influências do grupo 301
Exame da pesquisa: Ao serem provocados, os grupos são mais
agressivos do que os indivíduos? 302
Como a agressividade pode ser reduzida? 303
Catarse? 303
Uma abordagem de aprendizagem social 304
Pós-escrito: Reformar uma cultura violenta 306

CAPÍTULO 11 Atração e Intimidade 308
O que leva à amizade e à atração? 311
Proximidade 311
Em foco: Gostar de coisas associadas a nós mesmos 313
Atratividade física 315
Por dentro da História: Ellen Berscheid sobre atratividade 318
Semelhança e complementaridade 322
Por dentro da História: James Jones sobre diversidade cultural 324
Gostar de quem gosta de nós 324
Em foco: O que é ruim é mais forte do que o que é bom 325
Gratificações de relacionamento 327
O que é amor? 328
Amor apaixonado 329
Amor companheiro 330
O que possibilita os relacionamentos íntimos? 332
Apego 332
Equidade 334
Abertura 335
Em foco: A internet cria intimidade ou isolamento? 336
Como os relacionamentos terminam? 338
Divórcio 338
Processo de separação 339
Pós-escrito: Fazer amor 341

CAPÍTULO 12 Ajuda 342
Por que ajudamos? 344
Intercâmbio social e normas sociais 344
Por dentro da História: Dennis Krebs sobre experiências de vida
e interesses profissionais 345
Psicologia evolucionista 350
Comparação e avaliação das teorias da ajuda 352
Altruísmo genuíno 352
Em foco: Os benefícios ¿ e os custos ¿ do altruísmo induzido
por empatia 354
Quando ajudamos? 355
Número de espectadores 356
Por dentro da História: John M. Darley sobre reações dos
espectadores 357
Ajudar quando alguém mais o faz 359
Pressões do tempo 360
Semelhança 360
Exame da pesquisa: Semelhança endogrupal e ajuda 361
Quem ajudamos? 362
Traços de personalidade 363
Gênero 363
Fé religiosa 363
Como podemos aumentar a ajuda? 365
Reduzir a ambiguidade, aumentar a responsabilidade 365
Culpa e preocupação com autoimagem 366
Socialização do altruísmo 368
Em foco: Comportamento e atitudes entre resgatadores
de judeus 369
Pós-escrito: Levar a psicologia social para a vida 371

CAPÍTULO 13 Conflitos e Pacificação 372
O que gera o conflito? 373
Dilemas sociais 373
Competição 378
Injustiça percebida 379
Erro de percepção 380
Exame da pesquisa: Erro de percepção e guerra 383
Como a paz pode ser alcançada? 384
Contato 384
Exame da pesquisa: Relacionamentos que poderiam ter
existido 386
Por dentro da História: Nicole Shelton e Jennifer Richeson
sobre amizades inter-raciais 387
Cooperação 388
Em foco: Por que nos importamos com quem ganha? 389
Em foco: Branch Rickey, Jackie Robinson e a integração
do beisebol 393
Comunicação 395
Conciliação 398
Pós-escrito: O conflito entre os direitos individuais e
comunitários 400
PARTE QUATRO Psicologia Social Aplicada 403

CAPÍTULO 14 Psicologia Social na Clínica 404
O que influencia a precisão dos julgamentos clínicos? 405
Correlações ilusórias 405
Retrospectiva e excesso de confiança 406
Diagnósticos autoconfirmatórios 407
Predição clínica versus estatística 407
Implicações para uma melhor prática clínica 408
Quais processos cognitivos acompanham os problemas de
comportamento? 409
Depressão 409
Por dentro da História: Shelley Taylor sobre ilusões
positivas 411
Solidão 412
Ansiedade e timidez 413
Saúde, doença e morte 414
Quais são algumas abordagens psicossociais ao tratamento 418
Induzindo mudança interna por meio de comportamento externo 418
Ruptura de círculos viciosos 419
Manutenção da mudança por meio de atribuições internas para o
sucesso 420
Uso da terapia como influência social 421
Como os relacionamentos sociais apoiam a saúde e
o bem-estar? 421
Relacionamentos íntimos e saúde 422
Relacionamentos íntimos e felicidade 424
Pós-Escrito: Aumentar a felicidade 426

CAPÍTULO 15 Psicologia Social no Tribunal 428
Quão confiável é o testemunho ocular? 429
Poder de persuasão das testemunhas oculares 429
Quando os olhos enganam 430
Efeito da informação errada 432
Recontar 432
Em foco: Testemunho ocular 433
Reduzir o erro 434
Exame da pesquisa: Feedback para as testemunhas 435
Quais outros fatores influenciam a decisão dos jurados? 437
Características do réu 437
Instruções do juiz 440
Outros fatores 441
O que influencia o jurado individualmente? 441
Compreensão do jurado 441
Seleção do júri 443
Jurados qualificados para a pena de morte 444
Como as influências do grupo afetam os júris? 445
Influência da minoria 445
Polarização do grupo 446
Indulgência 446
Doze cabeças pensam melhor do que uma? 446
Seis cabeças pensam tão bem quanto doze? 447
Exame da pesquisa: Polarização de grupo em um ambiente de
tribunal natural 447
Do laboratório para a vida: júris simulados e reais 448
Pós-escrito: Pensar de forma inteligente com a ciência
psicológica 449
CAPÍTULO 16 Psicologia Social e o Futuro
Sustentável 450
Um chamado ambiental à ação 451
Possibilidade de vida sustentável 452
Novas tecnologias 453
Reduzir o consumo 453
Psicologia social do materialismo e da riqueza 454
Crescimento do materialismo 455
Riqueza e bem-estar 455
Materialismo não satisfaz 456
Em direção à sustentabilidade e à sobrevivência 458
Em foco: Comparação social, pertencimento e felicidade 459
Exame da pesquisa: Bem-estar nacional 460
Pós-escrito: Como se vive com responsabilidade no mundo
moderno? 461
Glossário 463
Epílogo 467
Referências 469
Créditos 543
Índice Onomástico 547
Índice Remissivo 561



RECEBA NOSSAS OFERTAS
E LANÇAMENTOS

Forma de pagamento

Forma de pagamento