EUGENIO MONTALE - CRIATIVIDADE POÉTICA E PSICANÁLISE

EUGENIO MONTALE - CRIATIVIDADE POÉTICA E PSICANÁLISE

Código: 2646457


Autor: MARISA PELELLA MÉLEGA
Editora: ATELIÊ EDITORIAL
Ano: 2001
Número de páginas: 144
Peso: 220 gramas
Categoria principal: Psicanálise Arte e Cultura

leia mais

R$33,15

até 7x de R$5,32

1 unidade em estoque.

Em estoque

Compre com segurança

Compartilhe

Este livro é um estudo da criatividade artística de Eugenio Montale (1896-1981), natural de Gênova, Itália, prêmio Nobel de Literatura de 1975. Marisa Pelella Mélega, que é médica psicanalista, procura inicialmente se inteirar da visão que o poeta tinha da criatividade e da concepção da poesia, buscando a leitura de alguns entre seus inúmeros textos e entrevistas que trataram deste tema. Estuda, em seguida, alguns autores que fizeram da poesia de Montale objeto de sua crítica e propõe, ela mesma, alguns caminhos críticos. A autora, baseada no conceito de criatividade através da teoria psicanalítica, justifica sua hipótese do que é uma experiência emocional e de onde se origina a criatividade, na visão de Montale. Marisa segue pela procura dos indícios da essência das coisas na realidade psíquica do criador Montale - naquilo que ele chama de estado de mente poético - para passar depois a reconhecê-los nos poemas e analisá-los de acordo com a psicanálise atual, que situa no centro da experiência humana a emoção.

Introdução......................................................... 13
1. Por que Montale? I 7
Limoni 20
Limões 22

2. Montale: Poeta, Escritor, Jornalista, Tradutor, Critico, Cidadão 27

3. A Criatividade Poética e a Concepção de Poesia:
Montale crítico de si mesmo 47
Felicità Raggiunta 50
Felicidade Ganha 51
Bagni di Lucca 52
Banhos de Lucca 53

4. A Poesia de Montale como Objeto de Crítica:
Considerações Metacríticas 65
Avrei voluto sentirmi scabro ed essenziale 68
Queria ter-me sentido áspero.................................... 69
Potessi almeno costringere........................................ 70
Pudesse ao menos fixar............................................ 7 I
I1 Balcone........................................................... 72
O Balcão 72
Brina sui vetri 74
Geada nos vidros 75
Verso Vienna 80
Para Viena.......................................................... 80
Meriggiare pallido c assorto 82
Meridiar palido o absordo.... 83
Portami il girasole 84
Traga-me o girassol................................................ 84
Derelitte sul poggio 88
Desvalidas na Encosta............................................ 84
Dissipa tu se lo vuoi 89
Dissipa tu se o queres............................................. 95
Godi se il vento chentra nel pomario . 97
Goza se o vento que entra no pomar............................ 97
Tentava la vostra mano la tastiera 101
Tentaram vossas mãos o teclado 101
Casa sul mare 106
Casa sobre o mar.................................................. 107

5. A Criatividade Vista pela Psicanálise III

6. Entre o Sonho e a Poesia: Concepções Poéticas
e Imagens Oníricas em Montale 127
Cigola la carrucola del pozzo 127
Rilha a roldana do poço............ 128
Non recidere, forbice, quel volto 130
Não corte, tesoura, aquele vulto 130
Il ramarro, se scocca 131
O Lagarto, se espouca 132
Due nel crepuscolo................................................ 134
Dois no crepúsculo...................... 135
Fontes dos Poemas................................................ 139
Bibliografia 14 I



Forma de pagamento

Forma de pagamento