OS CORPOS FALANTES E A NORMATIVIDADE DO SUPERSOCIAL

OS CORPOS FALANTES E A NORMATIVIDADE DO SUPERSOCIAL

Código: 9788577241255 (CO)


Autor: Tania Coelho dos Santos, Jesus Santiago, Andrea Martello
Editora: Cia de Freud
Ano: 2014
Número de páginas: 350
Categoria Principal: Lacan

leia mais

R$48,00

até 2x de R$24,00 sem juros

1 unidade em estoque.

Em estoque

Compre com segurança

Compartilhe

Por Tania C. dos Santos e Jésus Santiago: Nós nos perguntamos quais são as invenções que os sujeitos fabricam nos dias de hoje para defender-se do real da morte, do sexo e do desamparo.
Partimos da perspectiva inaugurada por Michel Foucault de um rebaixamento geral da lei simbólica à norma social. A norma social em Foucault define-se por seu caráter produtivo e, nesse sentido, não se confunde com um princípio de separação entre o lícito e o ilícito nem com um dispositivo de mera repressão ou restrição.

.............................................................

Nas psicoses, as marcas do ordinário demonstram que as normas sociais, em um mundo sem operadores simbólicos, tornam-se uma verdadeira ordem de ferro.
O ordinário das normas torna-se mais feroz que o Nome-do-Pai - o pai interditor -, pois o correlato deste não é mais o desejo e, sim, o gozo manifestado na defesa indignada da adequação, sempre insuficiente, ao supersocial.

Sumário

Projeto de pesquisa do Grupo de Trabalho no XV Simpósio da
ANPEPP 7
Tania Coelho dos Santos & Jésus Santiago

Parte I
Os analistas e seus pares

Do supereu sujeitado à lei simbólica à normatividade supersocial dos corpos falantes 27
Tania Coelho dos Santos
A psicanálise entre o texto e o contexto 63
Antonio Márcio Ribeiro Teixeira

Parte II
Os adolescentes e seus pares

Violência/segregação na diversidade da Educação Inclusiva: a Conversação como método de intervenção 89
Ana Lydia Santiago, Bernardo Micheriff Carneiro & Maria José Gontijo Salum
Da lei edipiana à norma entre pares: as identificações nas redes sociais da internet 109
Nádia Laguárdia de Lima

Parte III
A ciência entre a lei e a norma

o sujeito da ciência e a distinção feminina 137
Éric Laurent
Da ciência do Real à escrita do Real 171
Marta Regina de Leâo DAgord & Vitor Hugo Couto Triska
Método científico, normatividade social e sintoma psicanalítico 199
Andréa Martello
Diagnóstico e classificação: da ordem simbólica à ordem de ferro 225
Maria Elisa F G. Campos

Parte IV
A ordem de ferro e a violência

A psicose ordinária à luz da teoria lacaniana do discurso 259
Marie-Hélêne Brousse
A violência nas cidades e o enxame que emaranha a vida: uma leitura referenciada na psicanálise de orientação lacaniana 281
Sérgio Laia
A violência contra alunos e professores na escola contemporânea: um novo sintoma para a psicanálise? 305
Leny Magalhães Mrech
o mundo sem operadores e a ordem de ferro no supersocial 331
Jésus Santiago &Ludmilla Féres Faria



RECEBA NOSSAS OFERTAS
E LANÇAMENTOS

Forma de pagamento

Forma de pagamento