REVIRÃO 2000-2001

REVIRÃO 2000-2001

Código: 9788587727091 (CO.)

Categorias: Lacan / Lacan

Marca: Novamente


Autor: M.D. MAGNO
Editora: NOVAMENTE
Ano: 2003
ISBN: 8587727095
Número de páginas: 656
Peso: 1102 gramas
Categoria Principal: Lacan

leia mais

R$62,40

até 2x de R$31,20 sem juros

2 unidades em estoque.

Em estoque

Compre com segurança

Compartilhe

A psicanálise está viva, atuante e certeira como nunca. O leitor tem em mãos uma dose forte e concentrada do que vem resultando do processo de renovação do campo psicanalítico levado a cabo pela mestria de MD Magno. Colhendo sua fala pública ao longo do biênio 2000/2001, este livro situa para nós o lugar da psicanálise no contexto contemporâneo dos saberes e conhecimentos, ao mesmo tempo que desenvolve os principais pontos de ancoragem conceitual que permitem conceber e apresentar as condições de base de uma Nova Mente. Com ela aprendemos que há criação, caminho e articulação possíveis, agora e adiante.

l (2000)

ARTE DA FUGA
[assim se move o (in)consciente]


1. FALATÓRIO

Falatório: Jogar Conversa Fora - Arte da Fuga - Movimento (In)Consciente - Lei Fundamental da Psicanálise - Indiferenciação - Psicanálise não é Filosofia - Arte - Criação de Próteses. 21


2. MD TURING

Psicanálise: Manejo do Secundário - Gnoma - Hipótese Deus - IdioFormação - Cérebro: Pro-dução Industrial x Produção Espontânea - Liberdade - Daniel Dennett x John Searle - Ser x Experiência - Prótese - Máquina de MD: Revirão - Bach, Schoenberg, Webern. 39


3. GNÔMICA

Poder, Gnômica e Ética - Significante / significado / Gnomo - Com-sideração - HiperDeterminação - Liberdade: Regime da HiperDeterminação - Observante/ Observado - Intencionalidade - Conhecimento: Formação Resultante de um Conjunto Siderado de Formações - Racismo do Conhecimento.59


4. A POLÍTICA NAMÚSICA

Sideração entre Formações - Subjetividade - Ética e HiperDeterminação - Arte (Art-ur) - Ética da Vinculação Absoluta e da Suspicácia Permanente ? Ética Filosófica - Relações de Poder - Política da Determinação das Formações - Não há Interpretações, só há Fatos.
77


5. PARANGOLAGEM

Parangolé - Sujeito - Eu - Ego - Parangolagem das Formações - Reflexão - Parangolé Catóptrico - Minimalismo Tetraédrico de Com-sideração - Psico-Análise - Psiconomia - Parangolé Regente - Revirão ? Meditação - Eu: na Com-sideração. [Cf. Anexo: 01 DEZ 2001: A DESFAÇATEZ). 95


6. LÓGICAS

Ter Consciência - Sujeito Cartesiano - Dois Expedientes de Liberdade: Agonística dos Poderes e Referência à HiperDeterminação - Pode uma IdioFormação Decidir pela HiperDeterminação? - Chance de Mal-Estar na Agonística das Formações e Rememoração da HiperDeterminação - Vinculação Absoluta - Lógicas Básicas de Organização das Formações Mentais - Lacan: Maternas da Sexuação - Lógica da Identidade / Lógica Clássica / Lógica Dialética / Lógica Hiperdialética ou Lógica da Diferença - Lógicas Consistente e Inconsistente - Lógica da Morte - Lógica da Afirmação / Lógica da Denegação - Estilística Repetitiva: Clássico (Consistente), Barroco (Inconsistente), Maneiro (Resistente) e Tanático (Desistente). 117


7. DENEGAÇÃO PROJETIVA

Estilos Básicos de Expressão da IdioFormação: Clássico, Barroco, Maneiro e Tanático - Lógica da Identidade ou Transcendental / Lógica Clássica ou da Dupla Diferença / Lógica Dialética / Lógica da Diferença - A Denegação - Princípio de Afirmação / Princípio de Denegação - Princípio de Denegação Projetiva - Não Existe o Outro - Dois Modos de Denegação Projetiva: Orwelliano e Staliniano - Pode a IdioFormação Requerer a HiperDeterminação ? - Pode-se Aspirar pela Liberdade?
145


8. NOVAMENTE A SABEDORIA

É Possível à IdioFormação Buscar seu Lugar de Gnoma? - Só há Sim: Orwell e Stalin -Mau-Estado Geral da Psicanálise- Dissolução das Hegemonias deológicas: Elogio do Capetal - Psicanálise é Produção de Sabedoria - O Analista não tem Ideias, Ele as Usa - Estatuto da Psicanálise é Místico.163


9. SABEDORIA

François Jullien: Um Sábio não tem Ideia - Psicanálise e Filosofia - A Prótese Psicanalítica: Princípio de Quebra de Simetria - Sabedoria: Possibilidade de Referir-se à HiperDeterminação - Grécia e China: Modos Sintomáticos de Estatuir a Mesma Coisa - Segunda Potência do Binário - Uma Transcendência que Não Há - O Analista só se Autoriza por Si Mesmo - Autonomia - Logos do Ocidente. 181


10. LÁ

Falatório ? Seminário - Estilo do Analisando - O Passe - Lá - Alá - Movimento Obrigatório do Processo Libidinal - Ser e Haver - A Experiência da Quebra de Simetria - Cunhe-Ser - Impacto de Puramente Haver e Não Poder não-Haver - Discreção do Haver Produz Infinitude do Ser - Não há Passagem de Haver a Ser Acompanhávelpelo Prôprio Ser.205


11. (H)A VIDA É-TERNA

A Pulsão Freudiana -A Morte não Há - Grand Verre, de Marcel Duchamp, como Inscrição dALEl - Psicanálise e Neurociências - A Vida é Eterna - Saber e Juízo Foraclusivo - Mau- Estado Geral da Psicanálise - Psicanálise e Shoah - Não Falta Nada - Juízo Foraclusivo - Dissociação - Personalidade Múltipla - Pedofilia e Patologia Social.
225


12. A RAZÃO E A FÉ

Que Pode Ser uma Escrita? - O Seminário - Sujeito Superdesenhado - Pulsão - Certeza da IdioFormação: Ela Há - Santo Agostinho e São Tomás de Aquino - Fé e Razão - Parmênides e Heráclito - Fé Hierarquicamente Anterior e Superior à Razão - Estatuto do Pensamento é Místico.249


13. A RAZÃO E A FÉ (cont.)

Impossibilidade de Fundamentos para o Pensamento Contemporâneo - Psicanálise e Mercado - Estruturalismo - Razão e Fé - Hipótese Deus - Monoteísmos Regionais - Experiência de Haver ? Ideia de Ser - Heráclito e Parmênides - Agostinho e Tomás de Aquino - Fé Hierarquicamente Superior à Razão - Psicanalistas em Fuga Retrogressiva e Psicotizante - Polética - Trabalho do Analista: Sustentar a Disjunção - Shoah Business - Lacan é Terminal - Psicanálise é Arreligião.265


14. A REVOLTA DAS COISAS

Remanescência e Contemporaneidade - Poema Psicanalítico - Princípio de Denegação - Revolução das Coisas - Lacanismo: Fenômeno Latino - Herança Teológica do Pensamento - So há Monoteísmo Regional - Razão Hiperdeterminante - Princípio de Especiação Secundário.285


15. 1500

Leonardo da Vinci, o Santo Sudário, os Templários - Psicanálise: Ressexualização da Alma - Psicópolis: Psicanálise, Política, Ética e Direito - Terceiro Império Face à Tecnologia - Psicose, Reificação e Produção de um Cérebro - Renascimento e Ebulição Tecnológica.
305


II (2001)

CLÍNICA DA RAZÃO PRÁTICA
psicanálise, política, ética, direito


1. LUGAR DA P$A

Política, Ética e Direito em Relação à Psicanálise - Em Psicanálise, Política e Direito Dependem de Ética - Estatuto da Psicanálise é Místico, seu Paradigma é Sexual e seu Fundamento é ALEI - Tomás de Aquino: a Fé vem Sempre Antes da Razão - Nayla Farouki: Razão como Faculdade de Escolher - Invenção dos Conceitos Transcendentais - Razão Egípcia x Razão Grega - Impossível Síntese entre Transcendental e Transcendente - Psicanálise é Terceira Via: a Via da Neutralidade, a Via da Indiferença - Erro de Freud e Lacan: Querer Fazer Síntese - Des-sintomatizar a Histôria Judaico- cristã da Psicanálise - Psicanálise Aplica as Razões Grega e Egípcia Alternadamente.325


2. PRELIMINARES AO ENTENDIMENTO DA MARIONETE

Gore Vidal / Timothy McVeigh - Ética da HiperDeterminação - Campo Neo-etológico Diferencia as Pessoas - Toda Formação do Haver é um Sintoma - Poder, Desejo e Vontade - Psicanálise não é um Humanismo - Sintoma não é Virtude - Didier-Weill: Três Tempos da Lei - O Pensamento Lacaniano é Terminal - Liberdade e Livre-arbítrio em Referência à HiperDeterminação - IdioDeterminação: Determinação da IdioFormação - Dois Níveis de Liberdade: Agonística da Sobredeterminação e Agonística da Intervenção da HiperDeterminação - Sujeito Escolhedor - Idionomia: os Energúmenos - IdioFormação: o Idiota - Causalidade Psíquica Depende dos Níveis Primário, Secundário e Originário - Sujeito e Liberdade - Autoria e Séde - Identidade de uma IdioFormação - Só há Liberdade (relativa) entre Forças - Didier-Weill: Culpabilidade - Gregos Envergonhados e Semitas Culpados - Ninguém Abre Mão de seu Desejo - O Energúmeno Fundamental: o Responsivo - Não Sabemos Muito Bem o que Fazemos. 347


3. POLITÉIA: E A GUERRA SE VIU (Introdução)

Aplauso / Vaia: Opção? - Clínica da Questão Política: O que Pode a Psicanálise? - Quatro Questões Kantianas: O que Posso Saber? - Riqueza - O que Devo Fazer? - Estatuto Ético - Irresponsabilidade do Indivíduo - Risco de Pensar - O que Posso Esperar? - Ascese Pessoal à Prática da HiperDeterminação - Regime de Liberdade: Embate entre Formações - O que é o Homem? - Humanismo x IdioFormação - O que não Tem Razão Hoje? - Ética: Estudo Sobre os Possíveis Comportamentos da IdioFormação - A Razão é Sempre Sintomática - Formação Decisora: Formação Dominante - Teoria da Decantação Sintomática - Teoria do Tesouro das Formações - Teoria da Especiação Secundária - Psicologia é Diferente de Psicanálise? - Teoria ao Absolutismo Ad-Hoc - Estados do Haver - Humanismo de Fácies Kantiana - Nada Obriga x Dever, Portanto, Direito. 375


4. POLITÉIA: E A GUERRA SE VIU (Continuação)

Guerra do Humanismo Contra o Teísmo - Tendência a Recair no Sintomático - Relativizar x Relativismo - Três Teorias Psicanalíticas Adscritas a Três Narrativas Monoteístas (Semíticas) - Sintomática Bíblica: Pecado Tomado como Falta Original - Psicanálise x Nazismo ou Bibliísmo - Há Excesso, e não Falta - Psicanálise Pensa a Política para Antes de Estado e Cidadania - Augusto dos Anjos e Fernando Pessoa: Não-humano - Heidegger e Carl Schmitt: Tentativa de Escapar dO Livro - Nietzsche e Freud: Grande Via sem Aderência Sintomática - Carl Schmitt: Visão do Político Prôxima à da Psicanálise - O que é a Soberania? - Soberania da Psicanálise - Hipôtese Deus: Gnoma - Amigo/Inimigo - A Guerra e seus Níveis - Política das Formações.
395


5. O PUTATIVO

Putar, Imputar - Toda Imputação é Putativa - Zonas Focal e Franjal das Formações Envolvidas na Imputabilidade - Determinação Política do Foco da Imputação e suas Franjas - Psicanálise não Opera na Medianidade das Formações - Imputação: Não Levar em Conta o Pleno Conhecimento da Lei pelo Suposto Transgressor - Liberdade só Existe no Confronto entre Poderes Sintomáticos - Imputabilidade faz Supor a Liberdade - Não há Liberdade sem Responsabilidade - Instauração da Lei é Denegatória de Saída - Instauração de Soberania é um Ato de Violência - Sintoma não é Virtude ou Vício - Responsabilidade do Estado - A Denegação Precisa Focalizar: as Franjas não Existem - Responsabilidade Envolve Todos em Vinculação Absoluta - Nada Obriga ? Posso, Logo Devo - São Bernardo: Formação Produtora de Imputabilidade - Friedrich Hayek: Responsabilidade e Liberdade - Culpabilidade por Aderência Sintomática - Sade ? Gilles de Rais. 419


6. IMPUTABILIDADE DA PSICANÁLISE

Abordagem de um Conjunto de Formações é Sempre Focal - Imputabilidade é Focal - Séde, Lesão e Imputabilidade - Paul Ricoeur e Hans Kelsen - Friedrich Hayek: Autoridade e Anterioridade da Fé Pedagógica - Imputabilidade é Necessariamente Perversa - Imputabilidade Põe Estado de Fobia - Razão Cínica - Perversidade de Qualquer Lei - Crueldade - Fundação Morfôtica do Estado na Instauração da Lei - Todo Totalitarismo é Fake - Imputabilidade não é Determinada e Determinante no Regime Psicanalítico - A Psicanálise Inventou Freud. 439


7. POR IGUAL

Igualdade - Morfose (Perversidade) da Lei - Amartya Sen: Desigualdade Reexaminada - Denegação Fundamentando o Procedimento Mental de um Teórico - Igualdade da Satisfação - Quarto Império: Social que Joga sem Denegação - Vínculo Absoluto: Originariedade da Igualdade de Todas as IdioFormações - Postura Não Denegatória do Analista: Situar o Quarto Império - Reconhecer o Abstrato do Teológico - Jusnaturalismo sem Conteúdo. 455


8. O ESCANTILHÃO DO PODER

Democracia: Princípio das Especulações Filosófico-políticas - Sócrates: Limites da Democracia e Limitação da Cicuta - John Rawls: Equidade e Justiça Social - Discurso Compromissado com a Manipulação dos Sintomas - Escantilhão do Poder - Conaturalização Daqueles cuja Constituição de Formações Coincide com a Constituição de Formações da Situação - Psicanálise: Reconhecer a Existência dos Escantilhões - Século XXI: Considerar o Campo de Forças sem Critério de Valor Quanto a Normatividades - Quarto Império Emergente - Max Weber: Sobrou o Capitalismo, e não a Ética Protestante - Bolsa de Valores: Significante é Dinheiro, o Resto é Significado - Jean-Joseph Goux: Frivolidade do Valor - Psicanalistas: nem Liberais, nem Libertários, mas Próximos dos Libertinos. 473


9. DINDINHO

Sintoma não é Virtude: Boa Sorte não é Competência - Crise Financeira Denegada como Crise da Psicanálise: Estragos Gerais - Prostituição Generalizada - Econômico: Teoria dos Quanta, de Freud - Diferença entre Normais e Neurôticos é Quantitativa (Freud) - Trauma: Razão entre Sobrecarga de Excitação e Resistência do Psiquismo - Teoria do Mais-Gozar - Discurso do Dono - Nazismo: Capital Conjugado a Trabalho / Marxismo: Conflito Entre Capital e Trabalho - O Excesso é Estruturante - Objeto a: Resto do Querer Excessivo - Não-Haver: das Ding: Objeto a - Economia Libidinal (Freud): Mais-valia (Marx) e Mais-gozar (Lacan) - Cumprimento da ALEI: HiperDeterminação: Excedente: Apropriação - Mesmo Capitalismo Sempre: Escravo / Servo / Operário / Robô - Ato Capitalista: Apropriação - Psicanálise: Apropriação como Alienação de sua Própria Operatividade sobre as Formações do Haver - Etienne de Ia Boétie; Discurso da Servidão Voluntária - Modelo da Economia do Haver: Inserido na ALEI - Séde da Emergência = Lugar de Escravo / Apropriação = Função Dono - Sucessivos Atos de Apropriação Forçam Emergência do Originário - Dono do Escravo: Desejo de não-Haver - Lacan: o Inconsciente é Capitalista - Capitalismo Sintomático Anterior ao Capitalismo Histórico - ALEI: Fundamento da Mais-valia - O Inconsciente (o Haver) é Capitalista - Princípio de Catoptria: Dono de Última Instância - Forçação do Creodo Antrópico - Dois Capitalismos: o Liberal e o Social - Capital e Trabalho:Banda de Moebius. 493


10. REGRAS DE JOGO

Revirão Inscrito no Computador Quântico - Guerra do Mesmo - Políticas da Amizade - Solidariedade: Formação Reativa - Discursos Sobre a Amizade: Histôrico Homossexual-Masculino - Chega de Amor - Vocação Nazista Invertida: Função Fraterna: Operação Fratricida - Amizade: Enquanto Atrito não Chega ao Limite - Paradigma Homossexual: Impressão de Exemplaridade Generalizável - Pederastia: Pedofilia: Putaria - Amigo e Inimigo: Formações Pró e Formações Contra - IdioFormações: Colegas no Haver (Vínculo Absoluto) - Solitariedade: Modo de Transação Entre Colegas - Lei Exarada à Força: Assimilada como Sintoma: Servidão Voluntária: Neurose - Lei como Regra de Jogo - Sô há Liberdade Entre IdioFormações - Política ? Partido Político - De Soto: Capitalismo Distributivo - Barbárie é Anti-capitalista.515


11. AMADEUS / DEUS OS-AMA

Lugar do Gnoma: Vazio - Fanatismo é a Fé dos Outros - Nova York: Implosivo Retorno do Recalcado - Império: Mais-Repressão para Acabar com Terrorismo -Juízo Foraclusivo ou Inclusivo: Acolhimento do Recalcado como Outro Alelo Possível de Inclusão - Gnoma Tomado como Artefato Hipostasiado - Paradoxalidade da Fundação de um Monoteísmo e sua Configuração - De Soto: Inclusão no Sistema - Sintoma Social de Regra x Sintoma Institucional ou Documental de Regra - Legiferação Sintomatizante x Regras AdHoc - Tecnologia Desinibida e Capitalismo Assumido: Ceticismo de Trottoir - Institucionalizar: Dessintomatizar: Regras AdHoc de Jogo - Capitalismo Agonístico: Capitalismo Sofisticado: Dispersão do Capitalismo e Ebulição da Escravatura - Estar no Mundo ? Amor Mundi - Inconsciente: Jogo da Máquina Hiperdeterminante (Revirão) com as Formações Recalcantes - Comunismo Genético - DNA Secundário - Capitalismo (Psic)Analisado: Prometeu Desacorrentado: Instauração de Algum Comunismo - Apropriação de Mais-Valia para Todos - Experiência de Real: Absoluta Indiferença - Institucionalizar: Permanente Processo de Secundarização.
535


12. A GUERRA DO GOSTO

Reconhecer e Aceitar Gosto: Indiferença - Só Há Guerra do Gosto - ICS: Entre Haver e não-Haver- Revirão: Máquina nem Vazia nem Cheia - ICS: Freud, Lacan, Lévi-Strauss - Sujeito: Ego que Resvala - Formação Ordenadora de Mundo: Formação Vencedora de Guerra de Gosto - IdioFormação: Lugar do Gnoma em Revirão ? Sub-jectum - Toda Formação é ad-jectum - Ideia de Subjetivação Compromissada com Hipôstase: Macaco Resvalante - Ato-falho: Atrito de Sistemas / Emergência do Localmente Recalcado Sem Forçar HiperDeterminação - Reconhecer o Trágico: Exigir o Impossível de Reverter - Racional: Gnoma ? Razão / Desrazão - Ética, Estética, Política: Guerra do Gosto - Desejo do Analista: Desejo do Homem (de Ã) - Entendimento da Análise: Impossível sem Arcabouço Teórico - Ibn Arabi: Teórico x Adepto - Institucionalização da Psicanálise - Analista: Só-depois do Ato. 553


13. DIFEROCRACIA

Ontologia da Psicanálise é Sexual - ALEI: Vontade de Devoração - Psicanalista:Indiferente e Sem Caráter: Macunaíma - Democracia não é o Horizonte da Psicanálise - Diferocracia: Diferença Radical como Princípio Diretor da Intervenção Psicanalítica: Reconhecer ALEI como Geratriz de Diferença - Princípio de Diferocracia: Perene Produção de Expedientes de Convivência das Diferenças - Princípio de IdioFormação: Valor Universal Capaz de Fundamentar Deontologicamente a Ética da Psicanálise: Índole Jusnaturalista - IdioDireitos: Vínculo Absoluto de Todas as IdioFormações com o Haver Repercutindo nas não-ldioFormações - Absoluta Bendição da Psicanálise a Qualquer Formação - Estado das Formações Dominantes Impõe sua Conjuntura como Imperativo Sintomático - Originário: Fundamento das IdioFormações - Pactos e Contratos: Antecedentes Sintomáticos (Decisionistas e Normativistas) - Política da Psicanálise: Sustentação Funcional da Geratriz das Diferenças: Inquirição Permanente do Poder - Sinergias de Formações - Séde e Acesso - Mangabeira Unger: Experimentalismo Democrático - Política Experimental: Exercício da Absoluta Inclusão - ALEI é Experiencial.
569


14. ARRELIGIÃO

25 Anos de Falação: do Seminário ao Falatôrio: Prática da Razão Clínica - Funcionamento dALEI: Paranôia da Autodestruição: Ímpeto Ancestral para o Sacrifício: Hegemonia da Pulsão - Gnoma: Deus, Eu, Orgia, Satori, Exasperação, Ah!, Vínculo ; Absoluto - Gnoma: Princípio Hologramático - Idiologia: Conhecimento das IdioFormações - Satori: Entre Haver e não-Haver - Revelação Mediante HiperDeterminação: Supostamente Feita por Deus - ALEI como o Ser do Haver- Arreligião Profana - Acesso ao Inconsciente: Velázquez, Mir Dimad e Mulla Sadra - Guerra Anti-terrorismo: Guerra de Religiões: Fundamentalismo Islâmico x Fundamentalismo Calvinista - Secularização Denegatôria -Todo Saber é Religiosamente Sustentado - Precedência Mística Como Estatuto da Criação - Psicanálise é Arreligião - Messias (Freud): Seu Retorno (Lacan) - Recrudescência das Formações Sintomáticas Religiosas - Instituições Psicanalíticas:Fingimento de Saber Superador e Estrutura Religiosa de Baixa Extração.585


ANEXOS


A DESFAÇATEZ

Tetraedro: Consciência: Somatório de Formações Observando e Sendo Observadas - Consciência de Consciência - Não há Si, Sujeito ou Eu - Formações são Adjetas entre Si: Tudo é externo - Descartes: Revirão: Dubitação - Analisando: Estilo Fragmentário Compatível com a Formação da Nossa (In)consciência: Fala x Esctita - Lacan Fala como Quem Escreve - Escrita se Reifica: Faz corpo - Experiência de Um: Possibilidade de Criação - Gnoma: Exasperação ? Afânise - Produção e Reconhecimento do Analista - Desfaçatez: Psicanálise no Mundo - Formação dos Psicanalistas é da Pior Categoria. [Cf.:05 - 10 JUN 2000: PARANGOLAGEM] 599


A HIPÓTESE DEUS E A DEDUÇÃO CIENTÍFICA DA PSICANÁLISE:
Considerações Preliminares
(Artigo de Nelma Medeiros) 613


SEMINÁRIO DE MD MAGNO 641



RECEBA NOSSAS OFERTAS
E LANÇAMENTOS

Forma de pagamento

Forma de pagamento