VESTÍGIOS DO GOZO

VESTÍGIOS DO GOZO

Código: 9788585458409 (CO)

Categorias: Lacan / Lacan

Marca: Ágalma


Autor: Marcus do Rio Teixeira

Editora: Ágalma

Campo Psicanalítico: transmissão pesquisa clínica

Ano: 2014

Número de páginas: 200

Categoria Principal: Lacan


leia mais

R$40,00

até 2x de R$20,00 sem juros

5 unidades em estoque.

Em estoque

Compre com segurança

Compartilhe


O desafio deste livro é abordar temas cruciais para a clínica psicanalítica em uma linguagem clara, sem se afastar do rigor teórico. Os textos aqui reunidos, provenientes de diferentes fôlegos, compartilham o mesmo ar: a reflexão e a discussão acerca das incidências do gozo no sintoma e na sexuação. Implícito nessa conceituação está o objeto.
Os artigos da seção O sintoma e a interpretação discutem a difusão midiática da noção de sintoma veiculada pelo DSM e rastreiam a concepção de sintoma no ensino de Lacan, desde seus textos dos anos 50, culminando na elaboração do conceito de sinthoma. Finalmente, abordam a interpretação na teoria e na clínica psicanalíticas, indagando acerca do seu estatuto na clínica contemporânea.
A seção Os gozos compara o aforismo lacaniano que diz ser o supereu a instância que obriga ao gozo à teoria freudiana do supereu. Discute a relação sujeito/objeto no discurso capitalista e em três situações clínicas: o consumo compulsivo, a prodigalidade maníaca e a cleptomania. A partir da leitura do Seminário 20, Mais, ainda, são localizadas duas dicotomias traçadas por Lacan, amor x gozo e gozo fálico x gozo do Outro.
Os textos da seção A Diferença Sexual partem da tese de que essa diferença é efeito do significante sobre o corpo, inscrevendo o sujeito em uma divisão dos seres sexuados que diz respeito essencialmente ao simbólico, e não ao real do corpo. Retomam a ¿invenção¿ lacaniana do objeto a, comentando as suas formas e situando-o quanto ao desejo e ao gozo. Ao definir a sexuação nas dimensões real, simbólica e imaginária, mostram como Lacan parte da releitura da teoria freudiana do complexo de castração até a construção das fórmulas da sexuação, onde a diferença sexual é definida enquanto diferença de posições de gozo.

SUMÁRIO

Prefácio
Consumidos pelo fogo
Marcus do Rio Teixeira (13)

O sintoma e a interpretação
o sintoma sem sujeito da psicofarmacologia (21)
Sinthoma, modo de usar (37)
A interpretação hoje (55)

Os gozos
O supereu e o imperativo do gozo (73)
Os gozos e o gozo do consumo (87)
os gozos - Sobre duas dicotomias presentes no Seminário 20: Mais, ainda (99)
O que Lacan quis dizer com gozo do outro? (119)

A diferença sexual
Corpo de homem/corpo de mulher
- Os corpos e a diferença sexual (131)
Objeto a: invenção lacaniana (151)
A diferença sexual (177)



RECEBA NOSSAS OFERTAS
E LANÇAMENTOS

Forma de pagamento

Forma de pagamento