OS DISPOSITIVOS DE VERIFICAÇÃO NA FORMAÇÃO DO ANALISTA

OS DISPOSITIVOS DE VERIFICAÇÃO NA FORMAÇÃO DO ANALISTA

Código: 9788577241132 (CO)


Autor: Escola Lacaniana de Psicanálise de (Vitória, Rio de Janeiro e Brasilia)
Editora: Cia de Freud
Ano: 2013
Nº de Páginas: 297
Categoria Principal: Lacan


R$79,00

até 2x de R$39,50 sem juros

2 unidades em estoque.

Em estoque

Compre com segurança

Compartilhe

Essa publicação reúne os trabalhos apresentados em três eventos:
no Rio, em Vitória e em Brasília. Ela visa a tornar público o que pensam
os membros que compõem as Escolas Lacanianas de Psicanálise do Rio,
Vitória e Brasília sobre o ensino e a transmissão em Psicanálise.
Não há ensino senão o que se sustenta da experiência do um a um
com o real do inconsciente. No entanto, ao falar do que antes não se sabia,
um dizer se afirma como uma verdade e um desejo se transmite, com o entusiasmo com que se recebe uma novidade.
Teresa Palazzo Nazar

O psicanalista é aquele que nasceu da experiência de um impossível
de saber, uma vez que todo o campo de saber porta um furo que ele mesmo,
o analista, produziu em posição de objeto. É o si mesmo que o autoriza
em seu ato a tornar-se analista, quando ele subtrair-se, em posição de objeto do campo do Outro, fazendo incidir sobre este a barra da castração.
Renata Conde Vescovi

Lacan nos ensinou que uma Escola se constrói a partir do desejo de cada um. A dificuldade, portanto, começa ai nessa singularidade cuja transmissão sempre foi uma questão para a psicanálise, desde seus primórdios. Se no nível privado eu algum dia decidisse propor dizer meu percurso analítico para alguns outros, estaria com certeza seguindo os passos daqueles que apostam na transmissão da psicanálise através do dispositivo do passe.
Enquanto isso não se dá, atenho-me à finalidade de recortar alguns pontos
históricos, cuja importancia se medirá por sua utilidade de contextualizar
como temos experimentado o desafio de nossa formação enquanto analistas
e como vamos conduzir os que se apresentam a partir de agora.
José Mário Simil Cordeiro

APRESENTAÇÃO 9
Teresa Palazzo Nazar

PARTE I: A FORMAÇÃO DO ANALISTA
Formaçãodo analista: considerações sobre o ensino e a transmissão da
psicanálise 15
Renata Conde Vescovi
Há psicanalista sem escola? Autorização e nominação 29
Ana Paula da Costa Gomes
Sobre a formação do analista 35
Dr.José Mário Simil Cordeiro
A formação do psicanalista e a escola 45
Wadson Damasceno
Lacan nunca falou de formação analítica. Lacan falou de formações do
inconsciente 51
Adtane Fleury
Amor: do engodo à dignidade 61
Cristina Maria Chequer Soares Gomes
O laço social entre analistas 69
Ruth Feneira Bastos
Apontamento sobre o desejo do analista 77
Rosangela fones Fernandes Saraiva
Sem título: cem títulos 81
Onezir Borges
Desejo do analista: da identificação a um objeto à causa de desejo 89
Darlene Vianna Gaudio Angelo Tronquoy
Uma psicanálise, o que é isso? 99
Ana Paula Gomes
Um percurso pelo ato psicanalítico: anotações de um cartel 105
Claudia Pretti Vasconcellos Pellegrini
Anotações sobre o ato e o dispositivo analítico 111
Dr. José Mário Simil Cordeiro
Ato psicanalítico: quem autoriza? 119
Cristina Maria Chequer Soares Gomes
Restos de um cartel 127
Hernani Costa Junior
Do agir ao ato psicanalítico 135
Teresa Palazzo Nazar
Verificação do fim de análise pela metamorfose do amor homo em amor
heterossexual 143
Lígia Maria Quintanilha Merhi
Apontamentos sobre o processo analítico 153
Jose Mário Simil Cordeiro
Do impasse freudiano ao passe lacaniano: da falta fálica à causa
do desejo 161
Ana Paula da Costa Gomes

PARTE II: DISPOSITIVOS DE VERIFICAÇÃO
Dispositivo: o que é? 169
Amanda Andrade Lima
A supervisão: um dispositivo na formação do psicanalista 175
Hernani Costa [unior
O lugar da supervisão na formação do analista 181
Vera Lúcia Salem e Colnago
O lugar sessão clínica na formação do analista: recortes de uma
experiência 191
Alcione da Penha Vargiu Vasconcellos de Andrade
o dispositivo sessão clínica e a formação do analista 199
Flávia Chiapetta de Azevedo
A sessão clínica 203
Marcelia Marino Schneider Côgo
Morto fala? 215
Maria de Fátima do Amara! Silva
Sessão clínica: Dispositivo ético na formação do analista 221
Alcione da Penha Vargiu Vasconcellos de Andrade
Momento de concluir: Reflexões sobre o final de análise e sobre o passe 229
Renata Conde Vescovi
Nomeações e nominações: Impasse ou passe? 241
Teresa Palazzo Nazar
Dispositivos de verificação: As bases para uma escola 247
Abílio Ribeiro ALves
Fórum: Final de análise e passe 255
Ruth Ferreira Bastos
O passe e a nomeação de AE 265
Vera Lúcia Saleme Colnago
A hora do encontro é despedida 273
Maria Teresa Saraiva Melloni
Metamorfose, mortemesafo! 281
Renata Conde Vescovi
O que pode ser uma vida psicanalisada? 293
Teresa Palazzo Nazar



Forma de pagamento

Forma de pagamento