DE BEBÊ A SUJEITO: A METODOLOGIA IRDI NAS CRECHES

DE BEBÊ A SUJEITO: A METODOLOGIA IRDI NAS CRECHES

Código: 9788571373624 (CO)

Marca: Escuta


Organizadores: Maria Cristina Machado Kupfer / Leda Mariza Fischer Bernardino / Rosa Maria Marini Mariotto
Editora: Escuta
Coleção: Infância e Psicanálise
Ano: 2014
Número de páginas: 304
Categoria Principal: Infância


R$93,71

até 2x de R$46,86 sem juros

1 unidade em estoque.

Em estoque

Compre com segurança

Compartilhe

A metodologia IRDI define-se atualmente como um procedimento de acompanhamento do desenvolvimento psíquico feito por psicanalistas em instituições de educação infantil por meio de indicadores clínicos com valor de previsão precoce de problemas de desenvolvimento. Este livro apresenta os resultados qualitativos de uma pesquisa cujo alvo foi testar esta metodologia de formação e de acompanhamento em serviço de professoras de educação infantil baseada no instrumento IRDI. Buscou-se investigar se o uso dessa metodologia no âmbito da educação infantil contribui para a diminuição da incidência de problemas psíquicos ulteriores.

Apresentação (M. Cristina M. Kupfer, Leda M. Fischer Bernardino, Rosa M. M. Mariotto); 9

I. Questões teóricas 

Metodologia IRDI: uma intervenção com educadores de creche a partir da psicanálise (M. Cristina M. Kupfer, Leda M. Fischer Bernardino, Rosa M. M. Mariotto); 15

Considerações a respeito da prevenção em saúde mental na primeira infância (Joyce Eiko Fukuda); 25

As posições discursivas dos educadores de creche e seus efeitos nas práticas com bebês (Ana Paula Magosso Cavagionni, Mariana Rodrigues Anconi); 33

O uso do IRDI em políticas públicas de saúde: possibilidades e limites (Joyce Eiko Fukuda); 51

IRDI: implementação de uma ferramenta psicanalítica no âmbito das políticas públicas (Vinicius Armiliato); 83

Uma leitura reichiana acerca da utilização do protocolo IRDI nos centros de educação infantil (Ilana Fenjves Joveleviths); 95

II. Questões sobre o laço educador/bebê

A metodologia IRDI e as construções do espaço e do tempo simbólicos a partir da elaboração da angústia de separação entre um bebê e as profissionais da creche (Fabiana Sampaio Pelliciari); 113

Considerações sobre a relação entre professor e bebê. Observações a partir dos IRDIs (Sabrina Vicentin Plothow); 139

Da leitura à intervenção: considerações acerca da metodologia IRDI e a singularização do laço educador-bebê nas creches (Paula Fontana Fonseca, Flávia Ranoya Seixas Lins); 153

A metodologia IRDI na construção do laço entre professoras e seus bebês: dois casos ilustrativos (Daniela Bridon, Maria Cristina Machado Kupfer); 163

Metodologia IRDI e a sustentação da relação professor-bebê: holding do holding (Juliana Caleiro Pereira de Menezes, Patrícia Moratti); 175

O laço subjetivante na relação educador-bebê ou a surpresa como dimensão ética (Paula Fontana Fonseca); 193

Um olhar para a recusa de um bebê: efeitos no laço subjetivante (Daniela Taulois, Fabiana Pelliciari); 201

A integração psicossomática na constituição psíquica de bebês: os cuidados na creche (Patrícia Moratti, Karina de Moraes Lima); 223

A TV no berçário: instrumento facilitador ou risco ambiental? Reflexão acerca de uma experiência na pesquisa Metodologia IRDI (Clarissa Ferreira Martins); 239

Metodologia IRDI nas creches: considerações sobre o tempo de constituição subjetiva de um bebê com Síndrome de Down (Ana Lúcia B. Novo, Daniela F. Cardoso); 247

O valor do instrumento IRDI na detecção do brincar precoce com crianças de creches e CEIs (Camila Saboia); 259

Reunião de pais e formação de educadoras na creche: uma experiência pautada nos IRDI (Cristina Keiko Inafuku de Merletti); 267

Pesquisa e intervenção com educadores de creche a partir da psicanálise: relato de caso (Marcia Takahata Wakamatsu, Rosa Maria M. Mariotto); 283

Sobre os autores; 299



Forma de pagamento

Forma de pagamento