INFÂNCIA, VÍNCULOS E DIVERSIDADE PROFISSIONAL - ESPAÇOS PARA INTERLOCUÇÃO

INFÂNCIA, VÍNCULOS E DIVERSIDADE PROFISSIONAL - ESPAÇOS PARA INTERLOCUÇÃO

Código: 9788521214007 (CO)

Categorias: Infância / Lançamentos

Marca: Blucher


Organizadoras: Maria Cecília Pereira da Silva / Mariângela Mendes de Almeida

Revisora técnica: Stephania Batista Geraldini

Editora: Blucher

Ano: 2019

Número: 550

Categoria Principal: Infância


R$125,00

até 2x de R$62,50 sem juros

9 unidades em estoque.

Em estoque

Compre com segurança

Compartilhe

Por meio do relato das experiências vivenciadas em diversos cenários profissionais, este livro aponta a importância da construção da subjetividade e das múltiplas interações da criança com as pessoas do seu convívio para o entendimento de temas como a neuroplasticidade, o momento do diagnóstico e a intervenção oportuna. É leitura essencial para todos os que se interessam pela integralidade dos cuidados direcionados à criança.

Dra. Rosa Resegue, pediatra da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)

 

Com inúmeros casos em leitura fluente, viva, de memórias e despertares, dando voz à emoção de cada profissional e seus olhares, cenários, pensamentos, este livro provoca no pediatra um reconhecimento de sua responsabilidade quanto às questões psíquicas da criança como sujeito.

Dra. Anete Colucci, pediatra da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)

 

Agradecimentos; 13

Prefácio Victor Guerra; 17

Introdução; 25

 

Parte I: Interlocução com a observação de bebês; 29

1. Observação psicanalítica e ressonância no grupo de supervisão como um espaço para integração na relação pais-bebês: favorecendo o nascimento da vida mental e modulando encontros entre o interno e o externo; 31
Mariângela Mendes de Almeida, Lilian Finkelstein e Nathalia Teixeira Caldas Campana

2. O impacto emocional da observação de bebê no observador e na relação mãe-bebê; 39
Maria Cecília Pereira da Silva, Denise Serber e Maria Teresa Ferriani Nogueira

3. Construção de demanda junto aos pais em um caso de bebê com risco de autismo; 53
Lilian Finkelstein

 

Parte II: Interlocução com a educação; 65

4. Abordagem trialógica Tempo-Lineare: trabalho terapêutico preventivo com crianças de 0 a 5 anos e seus pais; 67
Jeanne Magagna

5. Um olhar pedagógico para o atraso do desenvolvimento global; 97
Elisete Alves Matias Dias e Flora Marques de Azevedo Giannini

6. A importância do orientador escolar na prevenção dos transtornos iniciais do desenvolvimento infantil; 109
Ana Maria Franklin Gonçalves e Flora Marques de Azevedo Giannini

 

Parte III: Interlocução com a saúde hospitalar; 119

7. Contribuições do método de observação da relação pais-bebê para o atendimento de uma criança com câncer; 121
Nathalia Teixeira Caldas Campana

8. Interfaces entre o físico e o psíquico: o olhar relacional pais-bebê/criança na formação dos médicos e profissionais de saúde; 131
Ida Bechelli de Almeida Batista e Mariângela Mendes de Almeida

 

Parte IV: Interlocução com intervenções multiprofissionais; 143

9. O papel do fisioterapeuta no contexto da relação mãe-bebê; 145
Thais Oliveira Feliciano

10. O pediatra como educador; 169
Mônica Ayres de Araújo Scattolin

11. Psicose, família e inclusão escolar: uma discussão a partir do relato de um acompanhamento terapêutico; 183
Nathalia Teixeira Caldas Campana

 

Parte V: Interlocução com a família; 197

12. Sobre análise de criança pequena: relato de uma experiência; 199
Sônia M. C. Marchini

13. Consultas terapêuticas conjuntas pais-crianças: um continente para momentos de crise?; 217
Ana Rosa C. de A. Pernambuco

14. Grupo terapêutico com crianças e o trabalho de vínculo com os pais; 229
Carla Lam

 

Parte VI: Interlocução com a clínica dos transtornos alimentares; 243

15. O self aprisionado: desdobramentos no processo psicanalítico (compreender o self aprisionado: um jeito diferente de domesticar); 245
Jeanne Magagna

16. O fantasma adormecido: um trabalho com pais-bebê numa situação de dificuldade alimentar; 277
Stephania Batista Geraldini

17. Metáfora e matriz: dificuldades alimentares infantis como janela clínica dos transtornos na relação pais-bebê; 297
Mariângela Mendes de Almeida

 

Parte VII: Interlocução com a clínica pais-bebê; 315

18. Redes de sentido: evidência viva na intervenção nas relações iniciais com pais e crianças; 317
Mariângela Mendes de Almeida, Magaly Miranda Marconato Callia e Maria Cecília Pereira da Silva

19. Embalando o choro de pais e bebês: a demanda por uma escuta em rede; 333
Maria Cecília Pereira da Silva e Mariângela Mendes de Almeida

20. Cada um no seu lugar: intervenção na relação de uma mãe com as suas duas filhas; 343
Maria Teresa Ferriani Nogueira e Stephania Batista Geraldini

21. Embalando a relação pais-bebê: oferecendo continência às fantasias parentais; 359
Maria Cecília Pereira da Silva

22. Sobre o lugar e o limite da intervenção com crianças pequenas; 379
Luísa de Azevedo Costa Nogara

 

Parte VIII: Interlocução com a clínica do autismo; 393

23. Entre o brincar do bebê e o brincar da criança autista; 395
Camila Saboia

24. Trabalho analítico no vínculo pais-bebê e a possível mudança no percurso psicoafetivo; 405
Julia Sousa Martin

25. Considerações sobre a inclusão do olhar analítico na rede de cuidados aos transtornos do espectro do autismo: disrupção e integração; 419
Mariângela Mendes de Almeida e Maria Cecília Pereira da Silva

26. Sobre brilho nos olhos e mudança psíquica: evocações a partir da clínica psicanalítica dos transtornos do espectro do autismo; 443
Mariângela Mendes de Almeida

27. Uma paixão entre duas mentes: a função narrativa; 457
Maria Cecília Pereira da Silva

 

Anexos: Sistematizações facilitadoras para o trabalho com pais, bebês e crianças; 475

A. O bservação psicanalítica da relação mãe-bebê na família – modelo Esther Bick; 477

B. Resumo da grade de indicadores de intersubjetividade no primeiro ano de vida, de Victor Guerra; 483

C. Parâmetros para diagnóstico de problemas de desenvolvimento – janelas clínicas de Daniel Stern; 489

D. Indicadores de Risco para o Desenvolvimento Infantil (IRDI), de Kupfer, Jerusalinsky, Bernardino, Wanderley, Rocha, Molina, Lerner; 491

E. Pequeno sumário acerca dos indicadores de risco de desenvolvimento atípico a partir de pesquisas de Muratori e Maestro: uma contribuição para profissionais em contato com a primeira infância; 495

F. O s sinais de sofrimento precoce segundo Graciela Cullere-Crespin; 499

G. Elementos técnicos na intervenção pais-bebê/criança, por Tessa Barandon e colaboradores (Anna Freud Centre – Londres); 503

 

Referências; 507

Sobre as autoras; 543



RECEBA NOSSAS OFERTAS
E LANÇAMENTOS

Forma de pagamento

Forma de pagamento