ÉDIPO NÃO TÃO COMPLEXO

ÉDIPO NÃO TÃO COMPLEXO

Código: 15165221

Categorias: Lacan / Lacan


Livro com as laterais um pouco sujas, vem assim da editora.
Autor: ESCOLA LETRA FREUDIANA
Editora: 7 LETRAS
Ano: 2008
Número de páginas: 237
Categoria Principal: Lacan

leia mais

R$35,00

até 7x de R$5,62

2 unidades em estoque.

Em estoque

Compre com segurança

Compartilhe

De todas as noções e conceitos freudianos, um correu as ruas e se tornou sinônimo da psicanálise: o complexo de Édipo que já fora imaginado por Woody Allen com a mãe pairando no céu de Nova lorque.
Esta publicação convoca os analistas a escrever sobre um tema muito explorado, assumindo o risco de dizê-lo de novo, mas de um outro modo. Ao definir o Édipo como complexo, Freud extrai de Sófocles o sentido trágico da existência humana, na encruzilhada com o pai e o sexo, para fundar no inconsciente a determinação dos atos e do destino do sujeito.
Lacan denuncia a ideologia edipiana que perpassa a literatura da psicanálise, imprimindo um notável infantilismo à prática; ideologia que se sustenta no modelo da família moderna comovido pelos avanços da ciência e da manipulação tecnológica da reprodução humana. Teria ainda o Édipo no momento atual de nossa civilização uma função de verdade?
Os trabalhos desta publicação não pretendem salvar o Édipo, e sim, saber algo mais sobre as conseqüências psíquicas de seu naufrágio; é do falo, e seu correlato, a castração, que o sujeito se autoriza na sua posição sexuada. Atravessar a crise edipiana, efeito do encontro com a interdição do incesto, não se produz sem deixar um resto estranho e persistente: o sintoma. Localizar o sintoma e escrevê-lo de outro modo é o que o Édipo ocasiona na prática da psicanálise. A possibilidade de um novo enodamento permite dizer com Lacan que o Édipo não é tão complexo.

Apresentação .................................................................................................... ............. 7


O complexo, sua função


Em torno do complexo de Édipo ................................................................................... 11

Benita Losada A. Lopes

O Edipo, do complexo ao mito ...................................................................................... 17

Annie Tardits (tradução: Analucia Teixeira Ribeiro)

Complexo de irmãos .................................................................................................... . 29

M. Lúcia Silveyra (tradução: Paloma Vidal)

Édipo e infância .................................................................................................... ......... 39

Leila Neme

Vazio, angústia e desejo.............................................................................................. ... 43

Cláudio Kayat Bedran

Algumas considerações sobre o complexo de castração e o complexo de Édipo ........ 49

Daniela Goulart Pestana

Nota sobre o período de latência ................................................................................... 55

Maurício de Andrade Lessa

O Édipo no tempo do adolescer ..................................................................................... 59

Arlete Garcia

Decepção edípica e transtornos no tipo de escolha de objeto na adolescência ............ 69

Sofia Sarué


Do mito à estrutura


Tirésias, sob um outro olhar - Observações sobre

Édipo e Antígona a partir de H¿rlin ........................................................................... 77

Solange Rebuzzi

Ainda o Édipo .................................................................................................... ............ 85

Maria Alice de Meireles Rabelo

De Édipo Rei a Édipo em Colono .................................................................................. 91

Gloria Castilho

O incesto e seus paradoxos ........................................................................................ 103

Elisabeth Leypold (tradução: Analucia Teixeira Ribeiro)

Encruzilhada inevitável ................................................................................................ 111

Isabela Bueno do Prado

De O romance... ao Bate-se...: Uma passagem freudiana ..................................... 119

Letícia Nobre

Édipo: do mito à lôgica ................................................................................................. 127

Ana Lúcia de Souza


Édipo, um outro enodamento


Complexo de Édipo, função de nô ..............................................................................135

Maria Cristina Vecino Vidal

Cisão do sujeito e castração ...................................................................................... 145

Eduardo Vidal

Juan Carlos Cosentino

Nélida Halfon

Um símbolo tenaz na psicanálise, o falo .................................................................... 153

Marjolaine Hatzfeld (tradução: Analucia Teixeira Ribeiro)

O que escreve a lôgica da castração .......................................................................... 161

Marcia Jezler Francisco

O herdeiro do nô .................................................................................................... ..... 169

Vera Vinheiro

Notas sobre o ideal .................................................................................................... . 175

Eduardo Vidal

O gozo materno, uma forma oculta do abandono ...................................................... 181

Solal Rabinovitch (tradução: Analucia Teixeira Ribeiro)


Édipo, um vetor da análise


Neurose infantil x Neurose da infância... somente?....................................... 189

Andréa Bastos Tigre

Bonita Losada A. Lopes

O que quer uma criança.................................................................................. 197

Lida Magno Lopes Pereira

Efeitos sintomáticos da castração....................................................................207

Iara Barros

Configuração nodal .........................................................................................215

Cristiane Laquintinie Amaral

Um passo para Eveline ....................................................................................219

Elisa C. de Oliveira

Todas as panelas têm cabo? ...........................................................................227

Regina Fleiuss

Um sintoma de anorexia em uma criança .................................................... 231

Silvia Grebler Myssior



Forma de pagamento

Forma de pagamento