O AMOR LACAN

O AMOR LACAN

Código: 9788577240821 (CO)

Categorias: Lacan / Lacan


Autor: Jean Allouch
Tradução: Procopio Abreu
Editora: Companhia de Freud
Ano: 2010
Nº páginas: 528
Categoria Principal: Lacan


R$74,00

até 2x de R$37,00 sem juros

1 unidade em estoque.

Em estoque

Compre com segurança

Compartilhe

Não se imaginará, pelo menos a priori, que o amor assim colorido seja diferente do amor como dom daquilo que não se tem que, este, ainda que por pura cretinice, parece dar alguma esperança e satisfazer a ética. Ao contrário, seria possível que o amor como dom daquilo que não se tem fosse ele mesmo enganação, falsidade, negação, monstro, melaço, máscara.

PRÓLOGO 11

Lacan mesmo . . . . . . . . . . . 13
O amor sem aprisionamento 15
Fazer amor? 19
O amor com e o amor sem teoria 21
Não há interpretação 24
Fora da fantasia 26
Tampouco há materna 28
Promessas não cumpridas 31
Conquistas 36
Paixões do Ser 42
Predileção 49

CAPÍTULO I - RUMO A UM AMOR SIMBÓLICO 55
O amor de transferência reconhecido como amor verdadeiro 58
Escoramentos e perigos de um amor quase simbólico 70
Da escravidão amorosa 78

CAPÍTULO II - RUMO A UM AMOR EXTÁTICO 83
Da miragem amorosa 83
Da fidelidade no amor 86
Do amor morto 89

CAPÍTULO III - O ARCABOUÇO DO AMOR 99
Recusa crítica do par narcisismo-anaclitismo 99
A instituição da falta na relação com o objeto 102
Do amor como dom . . . . . . . . . . 106
Esquema do véu 111

CAPÍTULO IV- O AMOR É CÔMICO . . . . . . . . . . . 115
Do cômico como registro do amor . . . . . . . . . . . . . 116
Do amor como horizonte: necessidade, demanda, desejo 125
Da homenagem ao ser e de dois amores 130

CAPÍTULO V - O AMOR NÃO É UMA SUBLIMAÇÃO 135
Uma regressão? 138
Uma escolha bem singular 141
Uma outra versão do dom? 143

CAPÍTULO VI - ONDE UM FALECIMENTO REVELA COMO O AMOR PODE FRACASSAR 147

CAPÍTULO VII - O AMOR ENFIM DE TRANSFER!NCIA 159
Uma via? 159
Do qualquer um 163

CAPÍTULO VIII - O CASO ALCIBÍADES . . . . . . 177
Rumo a uma antinomia 189

CAPÍTULO IX - EROS E PSIQUE 197

CAPÍTULO X - METAFÍSICA DO AMOR 207
Do amor libidinal 208
Um duplo passo ao lado 214

CAPÍTULO XI - HEGEL, UCAN: DUAS IRRESISTMIS RECEITAS PARA OBTER O AMOR
Do constrangimento amoroso 219
Amor e saber: o segundo encontro 229
Segredinho . . . . . . . . 230

CAPÍTULO XII - O AMOR UCAN AP6S O OBJETO a 237

CAPÍTULO XIII - O AMOR ENGANADOR 247
Dialética do olho e do olhar 250
Escoramentos 256
A foraclusão amorosa 261

CAPÍTULO XIV - RUMO A UM OUTRO AMOR 271
A alternativa: um outro amor, ou então uma virada da enganação amorosa? 271
Pontuações 277

CAPÍTULO XV - O (a)MURO 285

CAPÍTULO XVI - O AMOR ESCREVE, NÃO RASURA 301
Da carta de amor 303
Homem, mulher 309
Amor e caligrafia 317

CAPÍTULO XVII - FAZER UM 327
Uma encenação primitiva 327
Amor e gozo 333
Quando amar conta 336

CAPÍTULO XVIII - O AMOR NOS TEMPOS DA NÃO-RELAÇÃO SEXUAL 343
Para um amor acostumado com o para-ser 346
Metamorfose do amor 359
Um novo amor? 364

CAPÍTULO XIX - O ALMOR 373
Deus mulher 373
O reconhecimento amoroso 382

CAPÍTULO XX - A ESTIMA AMOROSA 391
Precariedade moda! do amor 391
A estima amorosa 401

CAPÍTULO XXI - EVICÇÓES 409

CAPÍTULO XXII - O AMOR NOS TEMPOS DO BORROMEANO 417
Do dois do amor 417
Do amor cristão 427
Amor, gozo, subjetivação 444

CAPÍTULO XXIII - PROPOSIÇÃO DE 11 DE JUNHO DE 1974 453
A escolha de Aristóteles 457
Do amódio .. . . . . 462
Paternidade, eternidade 472

CAPÍTULO XXIV - DANTE VERSUS LACAN 477
Os nomes e as coisas 477
A mourre e o amor 492

CONCLUSÃO - O AMOR LACAN: QUEBRA-CABEÇAS 499
Escoramento do amor Lacan 501
Configuração do amor Lacan 510
Amor Lacan e puro amor . . . . . . . . . 517

BIBLIOGRAFIA 525

AGRADECIMENTOS 529



Forma de pagamento

Forma de pagamento