O MAL-ESTAR NA SUBJETIVAÇÃO

O MAL-ESTAR NA SUBJETIVAÇÃO

Código: 9789788588641(CO.)

Marca: CMC


Autor: JEAN-PIERRE LEBRUN
Tradução: MARIO FLEIG
Editora: CMC
Ano: 2010
Número de páginas: 126
Categoria principal: Demais livros

leia mais

item indisponível0 unidades em estoque.
  Avise-me quando disponível

Não disponível

Compre com segurança

Compartilhe

Esta obra busca mostrar que o sonho de obturar a incerteza da fala graças à certeza dos conhecimentos pode ameaçar o estatuto da própria fala. A realização de tal programa assinalaria o próprio acontecimento de democracias totalitárias, aquilo denominado totalitarismo pragmático, a saber, a autonomia tomada por um sistema organizado em torno de uma lógica que pretenderia dar conta racionalmente de tudo, e que viria a não mais deixar seu lugar ao sujeito e à sua fala.

Apresentação..............................................................................5

Mário Fleig


1. O mal-estar na subjetivação..................................................... 9

Declínio do patriarcado............................................................... 14

O que Auschwitz inscreve no inconsciente..................................20

O inconsciente é o social.............................................................30

O exemplo da paternidade genética............................................38

A utopia mortífera do fim do milênio........................................... 45

Uma crise da representância fálica.............................................56

Um sujeito em experiência limite.................................................64

Mal-estar na subjetivação............................................................70

Uma degenerescência catastrófica.............................................82

Do Nome-do-Pai aos Nomes-do-Pai.......................................... 86

Dos Nomes-do-Pai aos Que-não-se-deixam-levar erram...........89

Da promoção de um novo pacto social.......................................99

Algumas consequências no tocante ao desejo do analista.......105


2. Os paradoxos da parentalidade.............................................113

Um termo a-histórico................................................................. 113

Uma simetria forçada.................................................................115

Um retorno à Oréstia................................................................. 117

Uma atualidade inédita...............................................................122

A dificuldade de crescer nos dias de hoje..................................125





RECEBA NOSSAS OFERTAS
E LANÇAMENTOS

Forma de pagamento

Forma de pagamento