OS ADOLESCENTES APRENDEM O QUE VIVENCIAM

OS ADOLESCENTES APRENDEM O QUE VIVENCIAM

Código: 9788575421888

Marca: Sextante


Autor: DOROTHY L. NOLTE; RACHEL HARRIS
Editora: SEXTANTE
Ano: 2005
Número de páginas: 188
Categoria principal: Adolescência

leia mais

item indisponível0 unidades em estoque.
  Avise-me quando disponível

Não disponível

Compre com segurança

Compartilhe

Sinopse:

¿Prendê-los ou soltá-los? Ser rígido ou flexível? Com grande sabedoria e uma mensagem poderosa, Dorothy Law Nolte e Rachel Harris ensinam aos pais como se manterem ligados a seus filhos adolescentes e influir positivamente na vida deles.¿ - Jack Canfield, co-autor de Histórias para aquecer o coração Os anos da adolescência podem ser desafiadores para pais e filhos. Mas é possível superar as dificuldades colocando em prática duas verdades básicas sobre a educação tratadas neste livro: os pais devem dar o exemplo e manter-se profundamente envolvidos com os filhos. Com ótimas histórias e muito bom senso, este guia nos orienta sobre o que fazer para manter um canal de comunicação com nossos filhos adolescentes e, assim, transmitir-lhes valores fundamentais, como auto-estima, integridade, respeito, responsabilidade e perseverança. Como os jovens estão atentos à menor contradição entre o que falamos e o que fazemos, a maneira como nos relacionamos com os outros e reagimos aos altos e baixos da vida será o modelo que eles vão seguir ¿ para o bem ou para o mal. Ao abordar questões específicas da adolescência, como a rebeldia, a descoberta da sexualidade, o medo da rejeição, a pressão dos colegas e a atração exercida por comportamentos perigosos, Os adolescentes aprendem o que vivenciam responde àquelas perguntas que todo pai e mãe costuma se fazer nesses anos críticos: * Até onde vão os nossos direitos sobre as escolhas dos nossos filhos? * É possível dar mais liberdade aos jovens sem perder o controle sobre eles? * Em que momento devemos conversar sobre drogas e sexo? * Que tipo de regras precisamos manter e que benefícios devemos conceder à medida que eles vão crescendo? * Como devemos lidar com a bagunça do quarto, a música alta e os modismos que nos tiram do sério? **** ¿Como pai, eu acho que o poema As crianças aprendem o que vivenciam expressa o valor dos laços familiares e a importância de dar amor e carinho aos nossos filhos. Apesar de as pessoas hoje em dia facilmente desconsiderarem esses ensinamentos, eu acredito que sejam fundamentais para o desenvolvimento das crianças. Fiquei profundamente impressionado e tocado com o poema. E espero que todos possam aplicar essas lições em suas famílias.¿ - Príncipe do Japão, Nahurito Quanto mais forte for o nosso vínculo com os filhos, maiores serão as nossas chances de influenciá-los, pois eles estarão mais propensos a nos ouvir e a levar em consideração nossas orientações. Durante o conturbado período da adolescência, cultivar essa relação de amor e proximidade torna-se um desafio ¿ e uma necessidade ¿ ainda maior. O grande mérito deste livro é mostrar aos pais como se manterem presentes mesmo diante da rebeldia e do natural desejo de afastamento dos jovens. Seguindo a filosofia expressa no poema que deu origem a seu livro anterior, As crianças aprendem o que vivenciam, Dorothy Law Nolte e Rachel Harris defendem que a melhor maneira de transmitir valores aos filhos adolescentes é através do nosso exemplo. A maneira como vivemos, organizamos nosso tempo e tratamos os outros constituem o legado mais importante que passamos para a próxima geração. Por isso, temos que nos preocupar em criar padrões que ajudem nossos filhos a se tornar independentes, íntegros, realizados, felizes e capazes de construir um mundo melhor. Intercalando histórias reais com dicas simples e eficazes, Os adolescentes aprendem o que vivenciam é um livro que todos os pais deveriam ter à mão para ajudá-los a atravessar essa fase de turbulências com tranqüilidade e sabedoria.



Sumário

Os adolescentes aprendem o que vivenciam, o poema 10

Introdução 13

1 - Se os adolescentes vivem sob pressão, aprendem a ser estressados 16
Os adolescentes estão ocupados também. Planejando a ida para a faculdade - Os adolescentes são nossa prioridade - Liberdade para o ócio - O estresse é contagioso - O estresse durante uma crise - Aprendendo a definir o que é importante - Os adolescentes precisam da nossa aprovação

2 - Se os adolescentes convivem com o fracasso, aprendem a desistir 29
Acompanhando de perto a rotina de nossos filhos - Ajudando os adolescentes a desenvolver
expectativas realistas - O fracasso como uma porta para o sucesso - Quando todo o resto falha - De quem é a vida, afinal? - Sabendo quando mudar a direção - Não tem nada a ver com vencer

3 - Se os adolescentes convivem com a rejeição, aprendem a se sentir inseguros 41
Lidando com a rejeição. Prepare-se... - Quando os filhos são homossexuais - O que vestir: o
grito de independência dos adolescentes - Meu corpo, meu eu - Respeitando os amigos e os
namorados - Corações partidos - Ignorar significa rejeita - Não deixe os laços se afrouxarem

4 - Se os adolescentes convivem com muitas regras, aprendem a driblá-las 56
O propósito das regras - Deixando espaço aberto à negociação - Arrumando motivos para
brigar - Não enche a paciência, mãe! - Ajudando-os a tomar decisões acertadas - Regras
que crescem com os adolescentes - Ajudando os adolescentes a lidar com a liberdade -
Compartilhando nossos valores - Romeu e ]ulieta para sempre! - Admitindo nossos erros -
Deixando-os saber que realmente nos importamos

5 - Se os adolescentes convivem com poucas regras, aprendem a ignorar as necessidades dos outros 72
Morando, trabalhando e vivendo juntos - Por favor, me telefone - A coragem de falar com
franqueza - As regras significam que os amamos - Respeitando a privacidade do outro -
Ensinando a respeitar as regras - Uma rede de pais - Regras comuns

6 - Se os adolescentes convivem com promessas não cumpridas,
aprendem a se decepcionar 84
Posso contar com você? - Não é justo mudar as regras - Promessa feita - As promessas
dos adolescentes - Me esqueci! - Quando o pai ou a mãe é a criança

7 - Se os adolescentes convivem com o respeito,
aprendem a ter consideração pelos outros 93
Criando uma convivência civilizada - Respeito nos relacionamentos - Lembre-se de que a vida não é sua - Deixando que aprendam com os próprios erros - Respeitando o pai e a mãe - O divórcio é um desafio - Os filhos precisam de heróis e heroínas - A postos para nossos filhos

8 - Se os adolescentes convivem com a confiança,
aprendem a dizer a verdade 105
Você consegue lidar com a verdade? - A segurança em primeiro lugar - Confidência e confidencialidade - A importância de saber ouvir - Quando os filhos mentem - Conta comigo

9 - Se os adolescentes convivem com mentes e corações abertos,
aprendem a se descobrir 116
Mostrando-se aberto a todas as possibilidades - Respeitando a visão de mundo dos nossos filhos - Valorizando o que é importante para os adolescentes - Uma época de emoções intensas - Cuidado com as revelações inadequadas - Dando exemplo de sinceridade

10 - Se os adolescentes convivem com as conseqüências de seus atos,
aprendem a se tomar responsáveis 128
Servindo como exemplo de responsabilidade - Evitando o confronto direto - Intervir ou deixar que aprendam com seus erros? - Assumindo responsabilidades e consertando falhas

11 - Se os adolescentes convivem com a responsabilidade,
aprendem a ser auto-suficientes 137
Ir à escola é uma obrigação dos adolescentes - Ensinando a ética do trabalho - Praticando a
responsabilidade dia após dia - Os adolescentes podem nos surpreender - Tomando as grandes decisões da vida

12 - Se os adolescentes convivem com hábitos saudáveis,
aprendem a cuidar de seus corpos 144
Escutar é essencial - Conversando sobre o álcool - Será que basta dizer não? - Nicotina: a droga mais comum - A verdade sobre o sexo - Dando um bom exemplo

13 - Se os adolescentes convivem com o apoio, aprendem a se aceitar melhor 154
Demonstrando interesse pelas prioridades deles - Não importa o que digam, eles continuam
precisando de nós - Um período de tempestades emocionais - Encorajando suas principais
qualidades - Ninguém ganha, ninguém perde - Longe dos preconceitos

14 - Se os adolescentes convivem com a criatividade,
aprendem a compartilhar seus talentos 164
Descobrindo-se por intermédio da arte - Um negócio arriscado - Mas isso é arte? -
Acompanhando as estrelas - Apoiando o processo criativo dos adolescentes - É proibido bisbilhotar - Para os adolescentes, a criatividade é natural

15 - Se os adolescentes recebem carinho e atenção, aprendem a amar 174
Uma via de mão dupla - Como os pais se tratam - Resolvendo diferenças - Sexo e amor -
O amor entre pais e filhos

16 - Se os adolescentes convivem com expectativas positivas,
aprendem a construir um mundo melhor 182
Adapte suas expectativas a seu filho - Cidadania - O espírito de solidariedade - A próxima
geração





Forma de pagamento

Forma de pagamento