TRANSTORNOS DE PÂNICO - SUA APARIÇÃO NA SOCIEDADE DE RISCO

TRANSTORNOS DE PÂNICO - SUA APARIÇÃO NA SOCIEDADE DE RISCO


Autor: LUCIANA OLIVEIRA DOS SANTOS
Editora: CASA DO PSICÓLOGO
Ano: 2014 - 2ª Edição
Coleção: Clínica Psicanalítica
Número de páginas: 251
Categoria Principal: Psicopatologia


R$59,00

até 2x de R$29,50 sem juros

2 unidades em estoque.

Em estoque

Compre com segurança

Compartilhe

Aborda a difusão do transtorno de pânico, tido como uma nova forma de sofrimento psíquico, ligado ao mal-estar contemporâneo. Aponta a insuficiência do discurso psiquiátrico para explicar esse fenômeno, sem no entanto negar a eficácia e utilidade dos psicofármacos no tratamento dos transtornos de pânico.

Agradecimentos; 11

1. Considerações sobre o tema; 13

2. A circunscrição do olhar; 25

Alargamento à compreensão do pânico à luz de textos de Winnicott; 40

Importância da confiança e previsibilidade do ambiente; 44

3 A pré-história dos distúrbios de ansiedade; 65

Por que abordar pânico no interior da história da sociedade?; 66

História da ansiedade: narrativa histórico-temporal; 69

Síndrome do coração irritável; 76

Da "Era da ansiedade" à "Era do pânico"?; 88

O surgimento em psiquatria da entidade transtorno do pânico; 91

Descrição atual do transtorno de pânico de acordo com o DSM III e IV; 96

Ataque de pânico segundo o DSM IV-TR; 98

Transtorno de pânico segundo o DSM IV-TR; 103

A redução biológica do transtorno de pânico; 107

Estudos dos transtornos de pânico no Brasil; 116

Formas de tratamento do transtorno de pânico mais indicadas pela Psiquiatria Biológica; 119

4. Destradicionalização e desengajamento do sujeito na sociedade de risco; 129

Ambiente pós-moderno: atmosfera de incerteza social; 130

O mal-estar na contemporâneidade a partir da ótica do risco; 145

Risco x segurança: incertezas atuais; 152

O refúgio na comunidade do corpo; 165

5. Redescrições de si: o transtorno de pânico como um dos componentes

da matriz bioidentitária na sociedade do risco; 185

Como é se reconhecer como tendo o transtorno de pânico?; 186

O indivíduo do transtorno de pânico é um indivíduo com as características do sujeito "pós-moderno"?; 196

Diagnóstico: um dos componentes da matriz bioidentitária; 210

O fenômeno das biossociabilidades organizadas em torno de conunidades unidas pelo diagnóstico da síndrome do pânico; 216

Redes de Biossocialidades: um espaço de aberturapara a continuidade da existência?; 222

Considerações finais; 237

Referências; 245



RECEBA NOSSAS OFERTAS
E LANÇAMENTOS

Forma de pagamento

Forma de pagamento